De gestis Mendi de Saa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

De Gestis Mendi de Saa ("Os Feitos de Mem de Sá") é uma epopeia escrita pelo padre jesuíta canário José de Anchieta no século XVI, sendo esta a primeira obra literária das Américas. Nesta epopeia o poeta narra, entre outros assuntos, a vitória das forças portuguesas sobre as francesas no episódio histórico que ficou conhecido por França Antártica, ocorrido na atual cidade do Rio de Janeiro, no Brasil.

Constitui-se na primeira obra de Anchieta editada, tendo sido publicada anonimamente em Coimbra, em 1563, pelo tipógrafo régio João Álvares. Desta edição, conhece-se apenas um único exemplar, atualmente na Biblioteca Pública de Évora. É o primeiro poema épico das Américas, sendo a sua publicação anterior à edição de "Os Lusíadas", de Luís de Camões. A estética do poema vincula-se à tradição dos autores novilatinos do Humanismo renascentista português, sobretudo à tradição da Universidade de Coimbra, cidade em que o poema foi editado no ano de 1563, e em que Anchieta estudara antes em 1548.

No Brasil, destaca-se uma primeira edição fac-similar numerada, de 1 050 exemplares, apresentada por Eduardo Portela, com introdução de Paulo Roberto Pereira, publicada pela Fundação Biblioteca Nacional/Departamento Nacional do Livro no Rio de Janeiro, tendo vindo a lume em 1997.

Na forma de uma epopeia renascentista, escrita em latim, a obra tem, por enredo, as ações ocorridas no primeiro triênio do governo-geral de Mem de Sá, nomeadamente para expulsar os franceses da Baía da Guanabara, onde Nicolas Durand de Villegagnon fundara a França Antártica.

O único filólogo a editar a obra modernamente foi Armando Cardoso que desenvolveu intensa pesquisa no século XX, confrontando as duas fontes textuais deste poema épico de Anchieta: a edição de 1563 e um manuscrito não datado, conhecido por Manuscrito de Algorta, que contém dentre outras obras o poema De Gestis Mendi de Saa. Foi também Armando Cardoso que consagrou o poema de Anchieta com o título de De Gestis Mendi de Saa.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • ANCHIETA, José de (S.J.). De Gestis Mendi de Saa (original companhado da tradução vernácula pelo padre jesuíta Armando Cardoso). Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1958. 256p. il.
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.