Decápole (Palestina)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa da Palestina romana,com as Dez Cidades à leste do Jordão.

A Decápolis[1], do grego: deka (dez) + polis (cidade), era um grupo de dez cidades na fronteira oriental do Império Romano na Judeia e Síria (fronteira oriental do Império Romano).

As Dez cidades não constituíam uma liga oficial ou unidade política, mas foram agrupadas por causa de sua língua, cultura, localização e status político. Elas foram fundadas por comerciantes gregos e imigrantes, tornando-se centros de cultura helênica, em uma região predominantemente semita (Nabateus, Sírios e Judeus), e cada uma delas tinha um certo grau de autogoverno.

Com exceção de Damasco, a "região de Decápolis" está localizada no que hoje é o moderno país da Jordânia.

Novo Testamento[editar | editar código-fonte]

Os livros do Novo Testamento referem-se às Dez Cidades, situando-as no lado leste do Mar da Galileia. Uma dessas cidades - Gadara - teria sido visitada por Jesus no episódio conhecido como Jesus exorcizando o gadareno.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Chancey, Mark A. and Adam Porter. The Archaeology of Roman Palestine. Near Eastern Archaeology, 2001.
  1. Rosa, Luiz da. «O que é a Decápolis?». Abiblia.org. Consultado em 11 de janeiro de 2014 
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.