Despolarização

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.

A despolarização de uma célula se refere à saída de repouso (que é de -90 mV na célula de músculo estriado, por exemplo) pela entrada de íons de Na+ na célula. Isso faz com que a célula fique mais positiva e chegue ao umbral (+40mV na célula de músculo estriado). O umbral faz abrir os canais rápidos de Na+ e assim a célula fica eletricamente positiva. Este é o momento em que as ações ocorrem: acontece a contração muscular, um neurônio envia um sinal elétrico a uma parte do corpo, etc.

Em seguida, fecham-se os canais de Na+, e o sódio para de entrar na célula. Abrem-se os canais de K+, e este, que tem carga positiva, começa a sair da célula, fazendo com que a mesma fique novamente negativa, passando pelo processo de repolarização até chegar ao processo de repouso (no final, com uma ajuda da bomba de Na+ K+).

A entrada ou a saída de uma substância da célula é determinada pelas quantidades do íon em questão. Normalmente, o sentido é da maior quantidade para a menor quantidade da substância. Na bomba de Na+ K+, isso funciona ao contrário, e a bomba utiliza energia desprendida pela hidrólise do ATP para trazer a célula de volta ao repouso de -90 mV.


Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia celular é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.