Difluoreto de radônio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Difluorure de radon
Alerta sobre risco à saúde
Radon-difluoride-CPK.png
Identificadores
Número CAS 18976-85-7
Propriedades
Fórmula molecular RnF2
Compostos relacionados
Fluoretos de gases nobres relacionados Hexafluoreto de radônio
Difluoreto de xenônio
Difluoreto de ununóctio (teórico)
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O difluoreto de radão (português europeu) ou difluoreto de radônio (português brasileiro) (RnF2) é um composto do gás nobre radônio, e um dos poucos compostos de radônio conhecidos. O radônio reage prontamente com o flúor formando um composto sólido que brilha intensamente na cor amarela devido à forte radioatividade do radônio. Essa facilidade em reagir demonstra que o radônio é ainda mais reativo que o xenônio, pois o xenônio só reage com flúor formando XeF2 a 400°C. No entanto, o RnF2 decompõe-se quando se tenta a sua vaporização sua composição exata é incerta.[1] Os cálculos sugerem que pode ser iônico.[2] A utilidade de compostos de radônio é limitada por causa da sua radioatividade. O isótopo com maior duração, o Radônio-222, tem uma meia-vida de apenas 3,82 dias.

Referências

  1. Stein, L. (1970). «Ionic Radon Solution». Science. 168 (3929): 362–4. Bibcode:1970Sci...168..362S. PMID 17809133. doi:10.1126/science.168.3929.362 
  2. Kenneth S. Pitzer (1975). «Fluorides of radon and element 118». J. Chem. Soc., Chem. Commun. (18): 760b – 761. doi:10.1039/C3975000760b