Discurso de elevador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde fevereiro de 2017).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

O termo “discurso de elevador[1][2][3] remete a ideia de uma fala ou dialogo breve e objetivo que um individuo utiliza para discursar a respeito de um produto, serviço ou uma organização, demonstrando seus benefícios e valores, despertando o interesse do interlocutor. A analogia ao elevador se deve ao fato de que o tempo gasto para esse discurso deve durar de trinta segundos a dois minutos, o que dura uma curta "viagem" ou deslocamento utilizando um elevador comum.

Conceito[editar | editar código-fonte]

O termo Discurso de Elevador nos remete ao cenário onde há um encontro inesperado com alguém de interesse dentro de um elevador, que na verdade poderia ser qualquer local aonde temos poucos minutos para expressar uma ideia a respeito de algo para uma pessoa que encontramos ao acaso. Caso a conversa nesse curto tempo "dentro do elevador" seja interessante e de valor agregado, existe a possibilidade de continuar após a viagem, originar uma troca de cartões de visita, ou até mesmo uma reunião com a finalidade de discutir melhor o assunto.[4][5]

Muitas pessoas como gerentes, vendedores, políticos, legisladores e evangelistas costumam ensaiar e utilizar técnicas de discurso de elevador para demonstrar suas ideias rapidamente.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Na era do capitalismo nos Estados Unidos, com o crescimento das metrópoles e desenvolvimento das empresas, os empresários buscavam se destacar em um curto espaço de tempo. Qualquer momento deveria ser aproveitado com o objetivo de aumentar sua rede de networking e possibilidades de negócios.[7] Com intuito de transformar momentos impróprios em conversas pertinentes, se desenvolveu a técnica Discurso de Elevador, cujo objetivo é em poucos segundos despertar no interlocutor um interesse e curiosidade a respeito de uma ideia ou um produto. Sendo concedida essa técnica por Michael Caruso e Ilene Rosenzweig (editor da revista Vanity Fair).[8]

Essa técnica criou força a partir do século XXI com a evolução do mercado de startups e congressos acadêmicos. [9]

Crie seu discurso[10][11][12][13][14][15][editar | editar código-fonte]

Defina seu objetivo principal: baseado nas técnicas de Napoleon Hill [16], você conseguirá definir o propósito com clareza o qual vai auxiliar em diferentes áreas.

Solucione problemas ou necessidades: investidores e empreendedores geralmente possuem problemas a serem solucionados e necessidades, dessa forma sempre estão à procura de saídas criativas para resolução dos problemas ou suprir a necessidade encontrada.

Diferencie seu público: o discurso feito para um investidor não será o mesmo para o um gerente. Defina quem é o seu público e tenha adaptações de sua introdução para indivíduos de diferentes posições.

Seja direto e claro: esteja ciente de que você não tem muito tempo, seu discurso de elevador não deve ultrapassar de 140 palavras.[17]

Inicie o discurso com a ideia principal: Logo no início da conversa você deverá prender a atenção do indivíduo.

Desperte seu interesse: o discurso de elevador trata-se apenas de uma introdução, o importante é que o indivíduo se interesse pelo assunto e queira se aprofundar sobre. Para que isso ocorra você pode criar suspense sobre o assunto ou deixar uma pergunta sem a devida resposta.

Permita o follow up: Possua sempre um cartão de visitas ou algum tipo de contato fácil de memorizar.

Para suceder um bom dialogo, deve-se reforçar seguintes perguntas.

Seu "Discurso de Elevador" deve responder:
1° Como é o produto ou serviço? Explicar, resumidamente, o produto ou serviço que quer vender.
2° Qual é o seu público alvo? Para quem pretende vender.
3° Qual é o modelo de receita? Como espera ganhar dinheiro.
4° Quem é sua empresa? Explique como é sua empresa e seus objetivos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Preparando um discurso.[18]

Como preparar e fazer um discurso.[19]

Mission Statement. [20]

Vision Statement.[21]

500Startups Brasil.[22]

Apresentações Profissionais.[23]

Como ser um empreendedor.[24]

Referências

  1. «Um bom Discurso de Elevador». Consultado em 6 de novembro de 2016 
  2. Hayes, Laurie. «Deliver An Elevator Speech That Grabs Attention And Has Them Begging For More.». Consultado em 6 de novembro de 2016 
  3. «Crafting an Elevator Pitch». Consultado em 6 de novembro de 2016 
  4. J. Bond, William. «Vôo solo: criando e conduzindo uma empresa». Consultado em 6 de novembro de 2016 
  5. Carrilho, Pedro. «Descubra o Milionário Que há em si». Consultado em 6 de novembro de 2016 
  6. «Metodologia de uma boa comunicação». Discurso de Elevador e Simplificação da Comunicação. Consultado em 29 de outubro de 2016 
  7. «Comunicação Assertiva» 
  8. «A história do discurso de elevador» 
  9. Moreira, Daniela (3 de fevereiro de 2016). «O que é uma startup?». Consultado em 17 de novembro de 2016 
  10. «Dicas para criar um discurso de elevador» 
  11. «A importância de um discurso de elevador» 
  12. «Perfeito Discurso de Elevador». Bloomberg 
  13. «Discurso de elevador para conseguir um emprego». Forbes 
  14. Pincus, Aileen. «The Perfect (Elevator) Pitch». Consultado em 6 de novembro de 2016 
  15. Collamer, Nancy. «The Perfect Elevator Pitch To Land A Job». Consultado em 6 de novembro de 2016 
  16. «Napoleon Hill». Consultado em 6 de novembro de 2016 
  17. «Discurso de elevador – Como vender sua ideia em segundos». Consultado em 6 de novembro de 2016 
  18. «Preparando um discurso». Consultado em 6 de novembro de 2016 
  19. «Como preparar e fazer um discurso». Consultado em 6 de novembro de 2016 
  20. «Mission Statement». Consultado em 6 de novembro de 2016 
  21. «Vision Statement». Consultado em 6 de novembro de 2016 
  22. Yang, Bedy. «500Startups». Consultado em 17 de novembro de 2016 
  23. «Apresentações Profissionais». Consultado em 17 de novembro de 2016 
  24. «Como ser um empreendedor». Consultado em 17 de novembro de 2016