Discussão:Carne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Propaganda vegetariana[editar código-fonte]

Já é a quarta vez que tiro uma citação fraudulenta e propaganda de vegans, que tentam a todo custo manter no ar que vegetarianos o fazem por motivos estritamente éticos, o que não é verdade. Pessoas aderem ao vegetarianismo por uma série de motivos, sem necessariamente ser por considerar a morte de animais e o consumo de seus corpos como sendo necessariamente algo mau do ponto de vista ético.

"O ser humano é geralmente tido como onívoro, mas pode não comer carne por opção. Neste caso, ele é chamado de vegetariano ou vegan. Estas pessoas adotam uma filosofia motivada por convicções éticas com base nos direitos dos animais. Ao longo da história da humanidade, inúmeros autores têm vindo a criticar e questionar o consumo de carne com base nesse aspecto, por exemplo Mahavira, Asoka, Plutarco, Porfírio, Ovídio, São Ricardo de Wyche, Leonardo da Vinci, John Ray, Thomas Tryon, Bernard Mandeville, Alexander Pope, Isaac Newton, Voltaire, George Cheyne, David Hartley, Oliver Goldsmith, Joseph Ritson, Lewis Gompertz, Johnny Appleseed, Percy Bysshe Shelley, Alphonse de Lamartine, Amos Bronson Alcott, William Alcott, Gustav Struve, Georg Friedrich Daumer, Richard Wagner, Liev Tolstoi,George Bernard Shaw, Romain Rolland, Élisée Reclus, Mahatma Gandhi, Franz Kafka, Isaac Bashevis Singer,Albert Einstein entre muitos outros."

Untitled[editar código-fonte]

Consumo de carne e a saúde humana

Inúmeras pesquisas apontam que o consumo de carne pode ser danoso para a saúde humana. Mesmo o consumo das chamadas "carnes brancas" já é apontado como algo perigoso. Um estudo publicado no British Journal of Nutrition, por exemplo, estudou a dieta de cidadãos escandinavos cujas dietas eram ricas em peixes e apontou que elas elevavam de maneira significativa risco de derrame.[1]

Contesto a veracidade e a parcialidade do texto acima.o comentário precedente não foi assinado por 189.123.64.68 (discussão • contrib.)

Citações[editar código-fonte]

Acho melhor citar os artigos não reportagens e até mesmo um post de um blog como fonte. Isso dá a impressão que a pessoa que editou o verbete sequer leu os artigos citados na reportagem e publicou de forma afobada e errônea as informações, isso pode gerar confusão por parte de algum leitor.o comentário precedente não foi assinado por Willmsdp (discussão • contrib.)

Propaganda vegetariana[editar código-fonte]

O artido precisa ser re-escrito por completo, não passa d epropaganda vegetariana.Quem tiver tempo para a pesquisa que o faça, eu não tenho.o comentário precedente deveria ter sido assinado por 187.48.188.118 (discussão • contrib.)

Eu sei, IP, o artigo "Carne vermelha" sofre do mesmo problema. Eu acho que depois posso fazer traduções de trechos da Wikipédia inglesa, lá os artigos são parciais e não tem propaganda vegetariana. Samurai BruxoQuer falar? 12h04min de 15 de setembro de 2010 (UTC)
Estou tentando reescrever o artigo aos poucos, colocando mais citações. Concordo que o artigo está fazendo apologia ao vegetarianismo. Talvez isso possa ser resolvido falando com mais detalhes da carne em si, e não do consumo de carne pelo ser humano. Eu tentei fazer isso ao criar um tópico chamado "composição química da carne". Luizabpr (discussão) 23h19min de 25 de setembro de 2011 (UTC)

Propaganda vegetariana [2][editar código-fonte]

Ouvi dizer que não é carne em si que causca Câncer, e sim a taxa de gordura associada á ela. É verdade?

Oceano Atlântico (discussão) 10h53min de 10 de abril de 2011 (UTC)Oceano Atlântico

Existem muitos estudos contraditórios nesta área. Existe inclusive um sujeito que advoga que deveríamos comer mais carne, e não menos (dieta do paleolítico), porque seria mais natural. Acho que o artigo deve mostrar os dois lados. Existe muito mais evidência que a gordura causa câncer do que a carne. Luizabpr (discussão) 23h20min de 25 de setembro de 2011 (UTC)

Sobre a Predefinição 'Parcial'[editar código-fonte]

Este artigo foi marcado como parcial por defender o não consumo de carne. Este fato ocorre explicitamente e em quase todas as seções, e constitui uma quebra do princípio da imparcialidade.

Para restituir a condição de imparcial, sugiro que se adicionem informações em defesa do consumo de carne ou, por ora, que se comentem os trechos e/ou seções que defendem o hábito de não consumir carnes. Além disso, a discussão sobre consumir ou não carnes deve ser secundária em um artigo como este, o que não é atualmente o caso -- há muitos outros assuntos a se discutir com relação a "Carne", que não sejam militar em prol ou não do vegetarianismo.

Renatomcr (discussão) 21h31min de 28 de julho de 2011 (UTC)

Concordo. O artigo é sobre "carne", e neste caso pode inclusive incluir algo sobre consumo de carne por animais. seria o caso de abrir um novo artigo sobre "consumo de carne por humanos"? Eu pessoalmente acho que NÃO é o caso, mas mesmo assim o artigo "carne" não deve falar apenas em consumo de carne por humanos.Luizabpr (discussão) 23h22min de 25 de setembro de 2011 (UTC)

Histórico do consumo de carne por seres humanos[editar código-fonte]

Sugiro que onde está escrito que "os primeiros australopitecos comiam tanta carne quanto os atuais chimpanzés" se (de preferência o próprio autor do texto, que, por certo, ao menos ele, deve saber o que isto significa, mas, pode ser qualquer outro usuário) acrescente uma frase dizendo, algo tipo, os chimpanzés modernos comem isto, aquilo ou aquilo outra, tal ou qual quantidade (exata, em média). Se não, a frase não faz (traz) qualquer sentido ! Eu - e o resto do mundo - não fazemos qualquer ideia do que consome ou não de carne um chimpanzé.