Discussão:Guerra do Uruguai

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Guerra do Uruguai?[editar código-fonte]

Creio que este conflito é mais bem conhecido como Guerra contra Aguirre, não como Guerra do Uruguai. Chamar Guerra do Uruguai de nome correto, me parece exagero, inclusive por haver várias páginas do próprio exército que usam o termo Guerra contra Aguirre: [1][2][3][4]. Lgtrapp (discussão) 03h48min de 15 de agosto de 2010 (UTC)

Concordo, inclusive "Guerra contra Aguirre" ou "Campanha contra Aguirre" é a designação comum nos livros didáticos no Brasil, quer no ensino básico, quer no secundário. Carlos Luis Cruz (discussão) 07h18min de 15 de agosto de 2010 (UTC)
Assim como a Invasão Luterana-Brasileira de 1816 é conhecida como "Guerra contra Artigas", a Guerra do Prata de 1851 é conhecida como "Guerra contra Oribe e Rosas" e até mesmo a Guerra do Paraguai é chamada de "Guerra contra López". A origem destes termos é proveniente ainda do Brasil imperial. À época, o gverno evitava declarar guerra a uma nação e preferia o fazer contra o seu governante. Desta forma, criava-se a possibilidade de dissidentes do país inimigo aliarem-se ao Brasil, já que a guerra não era contra o seu país, mas sim contra o seu governante, as vezes seu inimigo. Este foi o caso, por exemplo, da Guerra do Prata, em que o argentino Urquiza aliou-se ao Brasil para derrubar seu desafeto, o ditador Rosas. Também haviam outras razões. Na Guerra do Paraguai, se declarou guerra a Lopez (depois que este invadiu o Mato Grosso e declarou guerra ao Brasil primeiro) para impedir que outros países hispano-americanos enxergassem o conflito sob a ótica de um Império expansionista em busca de anexar novos territórios.
Em suma, o termo "Guerra do Uruguai" é utilizado em "Um Estadista do Império", escrito por Joaquim Nabuco, até hoje a melhor obra, mas também a básica para quem quer entender o Segundo Reinado. O termo também é empregado em "História do Exército Brasileiro" (se não me engano no segundo volume), obra oficial do Exército Brasileiro. Se querem saber as páginas e demais dados, recomendo que acessem a Wikipedia em língua inglesa e procurem pelo artigo "Uruguayan War". Infelizmente não tenho mais tempo para escrever na Wikipedia em língua portuguesa (apenas na inglesa), mas ainda frequento vez ou outras as discussões. Espero ter sido útil. --Lecen (discussão) 12h37min de 17 de agosto de 2010 (UTC)
Aqui está:
  • Nabuco, Joaquim. Um Estadista do Império. Volume único. 4 ed. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1975 (p.423).
  • Estado-maior do Exército. História do Exército Brasileiro: Perfil militar de um povo. Brasília: Instituto Nacional do Livro, 1972 (p.571). --Lecen (discussão) 12h41min de 17 de agosto de 2010 (UTC)


Lecen, tua explicação sobre a origem da nomenclatura está excelente, apesar disso acho que ela, por si só, não justifica utilizarmos o termo Guerra do Uruguai. Tentei encontrar nas políticas da Wikipedia algum auxílio, mas não encontrei nada em português. Em inglês encontrei algo: [5]. Lá se sugere utilizar o nome mais comum, mesmo que não seja tecnicamente correto (eg. Bill Clinton, não "William Jefferson Clinton"; cafeína não 1,3,7-trimetilxantina, etc.); em espanhol a sugestão é similar [6], em italiano existe a mesma recomendação [7], em francês também [8]. Aplicando este princípio neste artigo deveríamos ter Guerra contra Aguirre. Lgtrapp (discussão) 02h06min de 18 de agosto de 2010 (UTC)
As guerras brasileiras ou são conhecidas por termos geográficos (Uruguai, Paraguai, Prata, Cisplatina, etc...) ou pelo nome dos governantes inimigos (Artigas, Aguirre, Rosas, Lopez, etc...). Eu apenas dei a minha exaltação. Como todos os demais artigos sobre as guerras platinas seguem o termo geográfico, acharia estranho que apenas uma tivesse o nome em razão do governante inimigo. Ficaria inconsistente. As guerras são: "Guerra da Cisplatina", "Guerra do Prata", "Guerra do Uruguai" e "Guerra do Paraguai" (e a última guerra platina, "Guerra do Chaco"). Por que apenas uma (Guerra do Uruguai) teria o nome em função do governante inimigo? Sem falar que apesar desta wikipedia ser em língua portuguesa não significa que seja uma wikipédia sob a ótica portuguesa (ou brasileira). Imaginem só se a guerra fosse conhecida como "Guerra contra Dom Pedro II". Vocês não considerariam um termo grosseiro? Em suma, para manter consistência e por serem termos neutros, eu acredito que todos os nomes devem seguir a linha geográfica. Mas repito, é apenas a minha opinião. Se os demais preferirem o contrário, não irei me opor. Um abraço a todos, --Lecen (discussão) 08h27min de 18 de agosto de 2010 (UTC)
Caro Lecen, novamente, do ponto de vista técnico, teus argumentos são muito bons. Se estivéssemos escolhendo nomes para estas guerras concordaria totalmente contigo. Porém me parece mais adequado que estes eventos sejam chamados pelo seu "nome popular" (com os problemas inerentes a isso...), ficando como "Guerra da Cisplatina", "Guerra contra Oribe e Rosas", "Guerra contra Aguirre" e "Guerra do Paraguai", e ainda sobraria para o período colonial a "Guerra contra Artigas". Abri essa discussão sobre nome técnico vs. nome popular em [9], vou esperar o que sai de lá para prosseguir nesta discussão.
Acho a questão da nomenclatura é importante para podermos uniformizar o artigo, principalmente em relação ao título que não é mencionado no primeiro parágrafo, e a infobox na lateral, que usa um termo diferente do título.
Aliás, retrocedendo um pouco no História: os artigos das guerras platinas que ocorreram antes da independência do Brasil estão muito ruins - eu criei e completei alguns, mas tem um monte de informações faltando e pior que isso, faltam ligações para eles de artigos mais gerais de história do Brasil. Por exemplo: Guerra contra Artigas, Primeira campanha cisplatina, Guerra de 1801, Questão do Prata, etc. Abraço, Lgtrapp (discussão) 02h12min de 20 de agosto de 2010 (UTC) (PS: parabéns pelas tuas contribuições neste artigo e no da Guerra contra Rosas ;-) - os artigos estão excelentes, nas duas línguas!)
Infelizmente não atuo mais na wikipedia em língua portuguesa. Apenas na versão em inglês. Estou nomeando os artigos em inglês sobre Pedro II, Marquês de Paraná e Visconde do Rio Branco para a categoria de melhores. Se possível, procurem editores interessados em traduzí-los para o português, Boa sorte! --Lecen (discussão) 15h31min de 20 de agosto de 2010 (UTC)

Ininteligível[editar código-fonte]

"A guerra de curta duração, teria sido considerada um grande sucesso para os interesses brasileiros e argentinos, houve intervenção do Paraguai em apoio aos blancos (com ataques a províncias brasileiras e argentinas), se não tivessem levado à longa e custosa Guerra do Paraguai."

Alguém pode traduzir pro português? Alguém leu esse texto e ainda assim votou pra destaque? 187.64.99.196 (discussão) 00h23min de 24 de março de 2015 (UTC)

Concordo a com estranheza apontada no comentário acima. Eu fiz uma revisão geral neste artigo hoje, que continha erros inacreditáveis de redação e de tradução para um artigo destacado. Acho que convém uma reavaliação dos critério de avaliação de artigos para sua promoção a destacado, pois aparentemente se estão considerando critérios objetivos como existência de imagens, referências, etc, deixando passar falhas imperdoáveis do texto. É só olhar o conjunto de correções para atestar o que estou dizendo.
Como exemplo, o trecho apontado no comentário acima ficou assim: "A guerra de curta duração teria sido considerada um grande sucesso para os interesses brasileiros e argentinos, se a intervenção do Paraguai em apoio aos blancos (com ataques a províncias brasileiras e argentinas) não tivesse levado à longa e custosa Guerra do Paraguai." E há vários outros casos assim. Claudio M Souza (discussão) 01h48min de 25 de março de 2015 (UTC)