Discussão:Meme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Atenção!

O conteúdo da página foi substituído por uma versão mais antiga devido a suspeitas de violação de direitos de autor.

O texto que tinha sido aqui colocado era idêntico ao texto da seguinte fonte: http://www.geocities.com/realidadebr/textos/meme.htm

alterações e acréscimos feitos à tradução[editar código-fonte]

Fiz algumas alterações, umas mais, outras menos sutis conforme fui traduzindo o texto. vou listá-las aqui:

  • O trecho "É surpreendente para vários defensores da memética virem a saber da existência de conceitos similares ao do meme descritos muito anteriormente, que são prevalentes no ensino de Sufi. Muwakkals são considerados como seres separados, elementares, que constroem o pensamento humano." agora consta logo no início do texto, quando antes constava no segmento "Troca de vírus meméticos". Achei que fosse mais relacionado à introdução do conceito do que com o contexto desse segmento.



  • No trecho "Foi sugerido que as religiões e os cultos comportam-se dessa maneira;" do texto em inglês, era especificado "religião evangélica" em vez de apenas "religiões", generalizadamente, e o conceito de meme realmente não permite dar essa especificidade, quanto ao que é afirmado.


  • No trecho "Forças evolutivas afetando os memes" - Adicionei um ítem, o último, e troquei a ordem de dois, porque o que no texto original vinha antes mencionava superficialmente o conceito exposto no ítem seguinte, então achei que ao invertê-los permite-se uma melhor ordem de compreensão.


  • Ainda nesse trecho, o ítem que acrescentei foi esse: "Conformidade e inovação: memes, de forma um pouco diferente de genes (mas não muito diferentemente dos genes presentes em vírus), podem aumentar em freqüência simplesmente por serem populares. É o caso do apego ao tradicional. Ao mesmo tempo, pode haver repúdio ao novo - e isso tem relação com o fator de seleção de felicidade decorrente do nível de aceitação social. Em outros casos, mais notóriamente na moda e em várias formas de arte memes podem se tornar populares por serem incomuns, inovadores. Isso pode ter em muitos casos relação mais ou menos direta com seleção sexual." - acho que é mais ou menos auto-explicativo.


Ainda assim, a história nos mostra que não ocorre sempre exatamente isso, e verdadeiros massacres foram feitos com embasamentos religiosos, como guerras santas ou caça às bruxas. Ainda que religiões contenham memes que possam ter seus aspectos positivos, há um considerável grau de plasticidade individual da expressão dos memes, bem como influências de outros memes particulares de diversas localidades ou períodos na expressão de conjuntos de memes como a bíblia ou outros livros religiosos. Isso basicamente resulta nas diferentes interpretações ao longo do tempo, originando novas correntes religiosas a partir de uma base em comum. No decorrer dessa evolução muito do que pode ser considerado positivo pode deixar de ser expresso.

Muito disso está relacionado com os memes propagados pelas religiões que não estão diretamente, logicamente, associados aos valores morais e éticos, associações descartáveis de idéias sobre o sobrenatural como justificativa moral. Esses memes podem evoluir independentemente e influenciar negativamente na expressão dos memes considerados positivos.

Os dois últimos -- porque acredito que estava um tanto parcial quanto a religiosidade apenas com o que tinha anteriormente, era uma crítica um tanto pobre, na minha opinião: "Certamente os defensores das religiões alegam que há esses valores em se seguir suas regras e princípios - mas como isso está relacionado com o que eles sentem ser divino?", seguido de uma defesa mais elaborada. Ao mesmo tempo, acredito que nesse final consegui manter a imparcialidade ao não colocar a religião como algo inerentemente bom ou mal, mas que poe tornar-se bom ou mal, ao longo da história.


Sou novato, espero não ter feito qualquer trapalhada, qualquer coisa posso/podem reverter ou alterar as modificações como for conveninente. --extremófilo 21:49, 25 Janeiro 2006 (UTC)

Ola', acrescentei o conceito de mutacao intencional do meme. Retirei tambem um paragrafo, que na minha opiniao apresentava conceitos repetidos e nao alinhados com o titulo do assuno.

correções menores[editar código-fonte]

Fiz pequenas correções no português (acentos e tremas, C mudo, falta de aspas e parênteses etc).
Esta frase precisava ser melhor explicada, ou removida:
é "engrammata em cima do mneme individual" (Maeterlinck, 1927, p.198)

espero ter acertado.
--C Hess 17h08min de 29 de outubro de 2010 (UTC)

Voltei a corrigir alguns trechos traduzidos do espanhol, muitos erros, que trabalheira!!!
--C Hess 14h37min de 24 de abril de 2012 (UTC)