Discussão:Vitória pírrica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

tenho mudado o texto mas o autor tem insistentemente mudado para a outra versão que está incompleta:

segue aversão correta desta vitória:

Vitória de Pierrot

Vitória de Pierrot é uma expressão utilizada para definir as vitórias acidentais. E acarretada de um alto custo .

Pierrot, General Espartacus ( Grécia ) da cidade de Esparta. Certa vez invadiu a cidade de Atenas . Como não havia motivos para tal invasão,nem rumores de guerra ou conflito aparente que justificasse tal atitude por parte do general Pierrot, os Generais Atenienses foram pegos de surpresa.

Como em todos os casos como estes, na guerra , os Generais bateram em retirada e fugiram. Se reorganizaram e retomaram a cidade .

Somente então foram saber o que aconteceu.

Ele se apaixonou por uma moça de Atenas e em vez de fazer a côrte para namorá - la , resolveu invadir a cidade e raptá - lo.

O nome da moça era Colombina.

Desde então as vitórias acidentais ficaram conhecidas como vitórias de Pierrot. Para passar a ser conhecida como vitória de palhaço, foi dois passos . Não por acaso no carnaval Pierrot é o palhaço da festa.

Esta expressão não se utiliza apenas no contexto militar, mas por analogia, as ligadas as atividades como a economia, política, a justiça, literatura, aos esportes e na liderança, para falar de vitórias que não se sustentam .

--201.68.2.24 (discussão) 13h20min de 21 de fevereiro de 2009 (UTC)

  • Caro Editor 201.68.2.24|201.68.2.24, assumindo a boa-fé nas discussões, acredito que o assunto que queres que figure no verbete Vitória pírrica deve se relacionar a outro assunto completamente estranho a este. Entratanto, se ainda pretende insistir no seu entendimento, esperamos que, antes de qualquer edição, apresente aqui as Fontes fiáveis que confirmem o que está alegando. Boas edições! Mentecapto (discussão) 13h38min de 21 de fevereiro de 2009 (UTC)

Fonte retirada da própria Wikipédia[editar código-fonte]

Removi a fonte adicionada pelo Dédis como "referência" pois não passa mera cópia do conteúdo da Wikipédia (note-se o "Romanos" maiusculizado, do pt-pt, e a expressão "estou perdido" usada de maneira ridiculamente anacrônica na tradução da frase dita por Pirro); obviamente ali ela não referencia nada, na medida em que é apenas uma amostra da incompetência crescente do jornalismo brasileiro que precisa recorrer à Wikipédia para (des)informar seus leitores. RafaAzevedo disc 00h12min de 10 de junho de 2010 (UTC)