Domingos da Silva Bueno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Domingos da Silva Bueno foi um mestre-de-campo, nomeado guarda-mor das repartições das Minas por Artur de Sá e Meneses.[1] Comenta o autor da "Memória sobre a Capitania de Minas" (autor que pode ser José Joaquim da Rocha):

"Retirando Artur de Sá e Menezes, ficou exercendo o Governo das Minas o mestre-de-campo Domingos da Silva Bueno, guarda-mor das repartições das datas. Seu governo sem força fez multiplicar as primeiras desordens, crescendo principalmente pela emulação dos naturais da Europa e das Outras capitanias contra os naturais de São Paulo desde 1707 até 1710, foram expulsos os Paulistas capitaneando os seus contrários, chamados emboabas." Ora, isso só será verdade em em novembro de 1707.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.