Drepung

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Drepung

O monastério de Drepung (literalmente "monte de arroz"),[1] é um dos três "grandes" mosteiros universitários pertencentes à escola Gelugpa do Tibete. Os outros dois são Ganden e Sera. Está localizado no sopé do Monte Gephel, a 5 km do extremo ocidental de Lassa.

Freddie Spencer Chapman relatou, depois da sua viagem ao Tibete em 1936-1937, que Drepung era naquele tempo o maior mosteiro do mundo e abrigava 7.700 monges, [2] "e ocasionalmente até 10.000."[3]

Foi fundado por Jamyang Choge Tashi Palden um dos principais discípulos de Je Tsongkhapa, fundador da escola Gelugpa.[4]

Referências

  1. Tibet, Tibet: A Personal History of a Lost Land. Patrick French. (2003) Alfred A. Knopf. New York City, p.240 (citado pelo 13th Dalai Lama).
  2. Scott-Macnab, David (1994). "On the roof of the world". Londres: Reader's Digest Assiciation Ldt. p. 21 
  3. Chapman F. Spencer. Lhasa the Holy City, p. 195. Readers Union Ltd., London.
  4. Dorje, Gyurme. (1999). Footprint Tibet Handbook with Bhutan. pagina 113. 2 edição. Footprint Handbooks. Bath, England. ISBN 0-8442-2190-2

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Drepung