Ed (série)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Ed é uma série de televisão co-produzida pela David Letterman's Worldwide Pants Incorporated, NBC Productions (atualmente Universal Television) e Viacom Productions (atualmente CBS Television Studios), que foi ao ar entre os anos de 2000 e 2004.

A série de comédia dramática era estrelada por Tom Cavanagh como Edward Jeremy, tendo Julie Bowen como a personagem Carol Phyllis Vessey, por quem Edward possuía uma obsessão amorosa; além de Josh Randallm como seu amigo Dr. Mike Burton; Jana Marie Hupp como a mulher de Mike Nancy; Lesley Boone como amiga deles Molly Hudson; e Justin Long como o desajeitado estudante do ensino médio Warren Cheswich. Outras pessoas que participaram da série foram Michael Genadry e Ginnifer Goodwin como amigos do Warren Mark e Diane, e Michael Ian Black, Mike Starr, Rachel Cronin, e (mais tarde) Daryl Mitchell como o funcionário do Stuckeybowl, o beco do boliche.

Na série há também grandes estrelas da televisão, incluindo John Slattery como Dennis Martino e Sabrina Lloyd como Frankie Hector. A série foi criada pelos produtores executivos Jon Beckerman e Rob Burnett.[1] David Letterman também fez parte da criação da série.

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

A primeira temporada de Ed recebeu muitas críticas favoráveis. O site agregador de críticas Metacritic, que atribui uma pontuação com base em opiniões de críticos convencionais, deu ao programa uma pontuação de 86 em 100 com base em 32 comentários.[2] Escrevendo para a Entertainment Weekly, Ken Tucker a descreveu como "o melhor novo show da temporada...possui[ndo] toda a magia e romantismo[...]", com particular elogios para o desempenho de Cavanagh e Bowen.[3]

Referências

  1. Sullivan, Brian Ford (7 de março de 2007). «The Futon Critic» (em inglês). thefutoncritic.com 
  2. «Ed: Season 1». Metacritic. Consultado em 5 de maio de 2015 
  3. Tucker, Ken (6 de outubro de 2000). «Ed». Entertainment Weekly. Consultado em 5 de maio de 2015