Edson Frederico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Edson Frederico
Informação geral
Nome completo Edson Frederico Barbosa Cavalcante
Nascimento 7 de maio de 1948
Local de nascimento Rio de Janeiro
Brasil
País  Brasil
Morte 22 de dezembro de 2011 (63 anos)
Local de morte Rio de Janeiro
Brasil
Gênero(s) MPB
Ocupação(ões) maestro, arranjador

Edson Frederico Barbosa Cavalcante (Rio de Janeiro, 7 de maio de 1948[1] - Rio de Janeiro, 22 de dezembro de 2011) foi um arranjador e maestro brasileiro.

Formado pela Escola Nacional de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro na década de 1960, começou a trabalhar na TV Globo em 1974 diretor musical do programa "Sandra & Miéle" e também fez as trilhas sonoras de "Malu mulher" e "Carga pesada". Também trabalhou na extinta TV Tupi[2].

Trabalhou com arranjos musicais para artistas como Miúcha, Toquinho e Tom Jobim e foi músico de Vinicius de Moraes, Elis Regina e Antônio Carlos e Jocáfi[3].

Participou em orquestras em programas de televisão e no teatro, como em "Pippin", "Evita" e "Orfeu da Conceição", de Tom e Vinicius.

Lançou um LP denominado de "Edson Frederico" e participou de disco, como "Flor de Liz", de Djavan (1976); "Banda do Zé Pretinho", de Jorge Ben Jor; "Love Brazil", de Sarah Vaughan e "Roberto Carlos" (1983).

Referências

  1. «Edson Frederico». Cravo Albin da MPB. Consultado em 12 de dezembro de 2014 
  2. Maestro Edson Frederico morre no Rio de Janeiro G1
  3. Morre no Rio de Janeiro o maestro Edson Frederico Pernambuco.com