Educação no Afeganistão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Educação no Afeganistão
Female students of Afghanistan in 2005.jpg
Responsável

Recursos nacionais para educação ()
Alfabetização (1999)
 • Homem
 • Mulher
36%
51%
21%
PISA 
Leitura
Matemática
Ciência



Diplomas
 • Educação secundária
 • Educação superior


Proporção Aluno x Professor ()
 • Educação primária
 • Educação secundária


Em 2006 mais de 4 milhões de estudantes estavam matriculados nas escolas do Afeganistão. Entretanto, ainda há obstáculos significantes em relação à educação no Afeganistão, entre eles a falta de fundos, falta de segurança nas instituições, e normas culturais. A falta de professoras mulheres é um assunto que preocupa alguns pais afegãos, especialmente os de áreas mais conservadoras. Alguns pais não permitem que suas filhas sejam ensinadas por homens.[1]

O índice de alfabetização no país é estimado (em 1999) em 36%, sendo a alfabetização de homens em 51% e de mulheres em 21%. No ano de 2008 há 9,500 escolas no país.

Sala de aula típica no Afeganistão rural.

Outro aspecto da educação que está rapidamente mudando no Afeganistão é a educação superior. Após a queda do Talibã, a Universidade de Cabul foi reaberta para estudantes homens e mulheres. Em 2006, a Universidade Americana do Afeganistão também reabriu as portas, com o objetivo de criar um ambiente cinco estrelas para aprendizado co-educacional de língua inglesa. A universidade aceita estudantes do Afeganistão e de países vizinhos. O trabalho de construção será iniciado em breve no local selecionado para a Universidade de Balkh em Mazar-e Sharif. O novo prédio da universidade, incluindo a construção para o Departamento de Engenharia, será construído em 2,4 km² de terra e custará 250 milhões de dólares.[2]

Uma nova escola militar está em funcionamento para treinar e educar apropriadamente os soldados afegães.

Referências

  1. Mojumdar, Aunohita: "Afghan Schools' Money Problems", BBC News, 2007. [1]
  2. Pakistan grants $10m for Balkh University, Pajhwok Afghan News.