El amante liberal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

El amante liberal (em português, O amante liberal) é uma das novelas incluídas nas Novelas exemplares de Miguel de Cervantes.[1] Reúne elementos da novela morisca e novela bizantina, ainda que ao mesmo tempo critique implicitamente alguns aspectos desta última[2]

Na novela aparece, junto ao tema do amor generoso, o do cativeiro, que em Cervantes adquire tons biográfico, ainda que se somem outros inventados.[2]

Traduções para o português[editar | editar código-fonte]

  • Miguel de Cervantes. "O amante liberal". In Novelas exemplares. Tradução de Darly Nicolana Scornsienchi. São Paulo: Abril Cultural, 1970. p. 13.

Referências

  1. Miguel de Cervantes Saavedra. Novelas ejemplares. Madrid: Cátedra, 2001
  2. a b Análise de El Amante Liberal na página de web do Centro Virtual Cervantes, do Instituto Cervantes (em espanhol).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • «Texto em espanhol.» 
  • Tradução para o inglês, disponível online no Google Books. The Exemplary novels of Miguel de Cervantes Saavedra. To which are added El buscapié, or, The serpent; and La tia fingida, or, The pretended aunt. Tradução para o inglês de Walter Keating Kelly. Londres: Henry G. Bohn, 1855.
Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço relacionado ao Projeto Literatura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.