Canal de televisão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Emissora de TV)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Canal de televisão, numa definição técnica, é uma faixa do espectro de radiofrequência com largura definida (No Brasil, ocupa 6 MHz) a ser utilizado para difusão de sinais de sons e imagens que são captados por Televisores. Há 12 canais na faixa de VHF (2 a 13) e 69 na faixa de UHF (14 a 83). Há também os canais em microondas (SHF) e os de satélite, de frequência muito mais alta e que requerem receptores especiais. Estes receptores normalmente entregam o sinal para o televisor em um canal de VHF.

VHF[editar | editar código-fonte]

Os canais de VHF regulamentados no Brasil são os seguintes:

Canal - faixa (MHz)
  • 2 - 54 a 60
  • 3 - 60 a 66
  • 4 - 66 a 72
  • 5 - 76 a 82
  • 6 - 82 a 88
  • 7 - 174 a 180
Canal - faixa (MHz)
  • 8 - 180 a 186
  • 9 - 186 a 192
  • 10 - 192 a 198
  • 11 - 198 a 204
  • 12 - 204 a 210
  • 13 - 210 a 216

UHF[editar | editar código-fonte]

Em UHF os 69 canais ocupam as faixas de 470 MHz a 890 MHz.

Canal - faixa (MHz)
  • 14 - 470 MHz a 476 MHz
  • 15 - 476 MHz a 482 MHz
  • 16 - 482 MHz a 488 MHz
  • 17 - 488 MHz a 494 MHz
  • 18 - 494 MHz a 500 MHz
  • 19 - 500 MHz a 506 MHz
  • 20 - 506 MHz a 512 MHz
  • 21 - 512 MHz a 518 MHz
  • 22 - 518 MHz a 524 MHz
  • 23 - 524 MHz a 530 MHz
  • 24 - 530 MHz a 536 MHz
  • 25 - 536 MHz a 542 MHz
  • 26 - 542 MHz a 548 MHz
  • 27 - 548 MHz a 554 MHz
  • 28 - 554 MHz a 560 MHz
  • 29 - 560 MHz a 566 MHz
  • 30 - 566 MHz a 572 MHz
  • 31 - 572 MHz a 578 MHz
  • 32 - 578 MHz a 584 MHz
  • 33 - 584 MHz a 590 MHz
  • 34 - 590 MHz a 596 MHz
  • 35 - 596 MHz a 602 MHz
  • 36 - 602 MHz a 608 MHz
  • 37 - 608 MHz a 614 MHz - Não utilizado para TV - Reservado para radioastronomia;
  • 38 - 614 MHz a 620 MHz
  • 39 - 620 MHz a 626 MHz
  • 40 - 626 MHz a 632 MHz
  • 41 - 632 MHz a 638 MHz
Canal - faixa (MHz)
  • 42 - 638 MHz a 644 MHz
  • 43 - 644 MHz a 650 MHz
  • 44 - 650 MHz a 656 MHz
  • 45 - 656 MHz a 662 MHz
  • 46 - 662 MHz a 668 MHz
  • 47 - 668 MHz a 674 MHz
  • 48 - 674 MHz a 680 MHz
  • 49 - 680 MHz a 686 MHz
  • 50 - 686 MHz a 692 MHz
  • 51 - 692 MHz a 698 MHz
  • 52 - 698 MHz a 704 MHz
  • 53 - 704 MHz a 710 MHz
  • 54 - 710 MHz a 716 MHz
  • 55 - 716 MHz a 722 MHz
  • 56 - 722 MHz a 728 MHz
  • 57 - 728 MHz a 734 MHz
  • 58 - 734 MHz a 740 MHz
  • 59 - 740 MHz a 746 MHz
  • 60 - 746 MHz a 752 MHz
  • 61 - 752 MHz a 758 MHz
  • 62 - 758 MHz a 764 MHz
  • 63 - 764 MHz a 770 MHz
  • 64 - 770 MHz a 776 MHz
  • 65 - 776 MHz a 782 MHz
  • 66 - 782 MHz a 788 MHz
  • 67 - 788 MHz a 794 MHz
  • 68 - 794 MHz a 800 MHz
  • 69 - 800 MHz a 806 MHz
  • Nota: os canais 70 a 83, no Brasil, não são utilizados para serviço de televisão, por serem reservados ao serviço de telefonia móvel celular.
  • Nota2: Com o desligamento do sinal analógico no Brasil, os canais UHF de 52 até 69 serão reservados para a telefonia de quarta geração em 700MHz APT Banda 28. Com isso, alguns canais digitais vão ser remanejados para outros canais UHF que ficarão disponíveis.

Tipos de canal de televisão no Brasil[editar | editar código-fonte]

Emissora[editar | editar código-fonte]

Emissora é um local de onde, instalando-se um transmissor e antena, pode-se gerar sons e imagens por emissão de radiofrequência. Também onde fica a geradora de determinado canal de televisão, que abriga estúdios e equipamentos necessários ao seu funcionamento. Há alguns tipos de emissoras exibidoras são elas: Rede Globo, Sistema Brasileiro de Televisão (SBT), RecordTV, canais da Rede Legislativa de TV etc.

Emissora geradora[editar | editar código-fonte]

É a emissora própria que gera conteúdo para todo o país, por meio de antenas UHF/VHF, por parabólicas e tv a cabo.

Emissora filial[editar | editar código-fonte]

É a emissora própria que faz parte do grupo da geradora, mas que gera conteúdo regional para determinada cidade e região.

Emissora afiliada[editar | editar código-fonte]

Como a filial, a afiliada tem o intuito de transmitir conteúdo local e retransmitir o nacional através da cidade sede para toda região.

Estação Retransmissora / Repetidora[editar | editar código-fonte]

Assim como uma emissora, essas também são dotadas de transmissor e antena, mas não geram conteúdo, apenas retransmitem imagens e sons para determinada localidade onde estão instaladas, geralmente com o intuito de expandir a cobertura de uma emissora. O sinal a ser retransmitido pode ser enviado a estação retransmissora por rede de micro-ondas, enlaces de VHF/UHF ou por satélite, neste caso sendo recebido pela instalação de antenas parabólicas.

Emissora Sucursal[editar | editar código-fonte]

Tem a finalidade de retransmitir o conteúdo de determinada emissora, mas também mostrar conteúdo local, como links e entrevistas ao vivo. Esse tipo de emissora se baseia em uma filial.

Emissora Microgeradora[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Microgeradora

Segundo lei federal brasileira, todas as estações retransmissoras situadas dentro da Amazônia Legal podem inserir publicidade local e não somente o conteúdo de sua geradora, transformando-se em microgeradora.[1]

Emissora comunitária (a cabo)[editar | editar código-fonte]

Emissora que geralmente utiliza sistema de TV por cabo ou outro sistema por assinatura que transmite conteúdo relacionado a informações culturais, informes de interesse público, cidadania e educativos.

Emissora educadora ou educativa[editar | editar código-fonte]

Segundo legislação de radiodifusão brasileira, as emissoras que não possuem caráter comercial podem se enquadrar neste conceito onde não poderia ser veiculadas peças publicitárias e as financiamento dessas emissoras é feito através de apoios culturais semelhantes as rádios comunitárias ou também por financiamento estatal.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.