Ernesto Dias de Castro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ernesto Dias de Castro (1873 - 1955) foi um engenheiro e empresário brasileiro.

Foi presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) entre 1917 e 1920.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Engenheiro civil formado pela Politécnica em 1899,[1] Ernesto de Castro foi professor do estado de São Paulo, participou da administração do Banco Mercantil de São Paulo e presidente da empresa Dias de Castro S.A. Comercial & Importadora (a maior importadora de materiais de construção da época[1]) e diretor presidente da Serraria Azevedo Miranda S.A.

Entre 1917 e 1920[2] foi presidente da ACSP[3] no período em que esta entidade, então identificada como Associação Comercial e Agrícola de São Paulo, fundiu-se com o Centro do Comércio e Industria de São Paulo, tornando-se na atual Associação Comercial de São Paulo.[4] O seu mandato foi marcado pelos problemas que o estado de São Paulo e o Brasil atravessaram com os eventos da Primeira Guerra Mundial e a epidemia de Gripe Espanhola de 1918.[2]

Ernesto e sua esposa, Lúcia Azevedo Dias de Castro, foram os primeiros proprietários da residencia atualmente chamada de Casa das Rosas,[5] edificação projetada e construída em 1928 por Francisco de Paula Ramos de Azevedo, pai de Lúcia.[6]

Ernesto Dias de Castro faleceu no ano de 1955 aos 82 anos de idade.[2]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b de Sylvia Ficher - página 228 Os arquitetos da Poli: ensino e profissão em São Paulo — acessado em 26 de setembro de 2010
  2. a b c Ernesto Dias de Castro Khronopédia — acessado em 23 de setembro de 2010
  3. Galeria dos Presidentes Diário do Comércio — acessado em 26 de setembro de 2010
  4. Associação Comercial festeja aniversário de 108 anos ACE Guarulhos — acessado em 26 de setembro de 2010
  5. O Apagar das Luzes de um Símbolo Revista Museu — acessado em 26 de setembro de 2010
  6. Institucional Casa das Rosas — acessado em 26 de setembro de 2010

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • ASSOCIAÇÃO Comercial de São Paulo: 1894-1994: 100 anos na defesa da livre iniciativa. São Paulo, 1994.
  • VERGOLINO, Paulo Leonel Gomes. A residência de Ernesto Dias de Castro, típica morada da elite no final do século XIX e início do século XX, em plena década de 30. São Paulo: Museu de Arte Contemporânea, Universidade de São Paulo, 1998. (Trabalho de Conclusão de Curso).