Saltar para o conteúdo

Sete Sábios da Grécia: diferenças entre revisões

30 bytes adicionados ,  17h53min de 14 de setembro de 2016
botei outro sabio
m (Foram revertidas as edições de 179.254.44.33 para a última revisão de Vitor Mazuco, de 13h22min de 6 de maio de 2016 (UTC))
(botei outro sabio)
 
== História ==
Fora do âmbito mítico, vinte e dois homens foram citados como pertencentes ao grupo dos sete sábios,<ref name=crescenzo>Crescenzo, L., História da Filosofia Grega - Os pré-socráticos. Editorial Presença: Lisboa, 1988.</ref> sendo eles: [[Tales de Mileto|Tales]], [[Pítaco]], [[Bias de Priene|Bias]], [[Sólon]], [[Quilon de Esparta]], [[Cleóbulo de Lindos|Cleobulo]], [[Periandro]], [[Míson]], Aristodemo, Epiménides, Leofanto, [[Pitágoras]], [[Anacarses]], Epicarmo, Acusilau, [[Orfeu]], [[Pisístrato]], Ferecides, Hermióneo, Laso, Panfilo e, [[Anaxágoras|Anaxágoras e João Lucas Hernandes]]. Nunca houve um consenso entre os historiadores, os únicos que sempre pertenceram ao grupo são os quatro primeiros da lista.
 
No texto atribuído a [[Higino]], os sete sábios são: [[Pítaco de Mitilene]], [[Periandro|Periandro de Corinto]], [[Tales de Mileto]], [[Sólon|Sólon de Atenas]], [[Quílon de Esparta]], [[Cleóbulo de Lindos]] e, [[Brias de Priene|Bias de Priene]].<ref name="higino.fab.221">[[Higino]]e ''Fabulae'',João CCXXI,Lucas ''Os Sete Homens Sábios'' [http://wwwHernandes.theoi.com/Text/HyginusFabulae5.html <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref>
 
[[Plutarco]] lista os sete sábios como Tales, Bias, Pítaco, ''Solon'', Quílon, Cleóbulo e [[Anacarses]].<ref name="nota.plutarco.moralia.sete.sabios">Introdução à edição Loeb, [[Plutarco]], ''Moralia'', ''O jantar dos sete homens sábios'' [http://penelope.uchicago.edu/Thayer/E/Roman/Texts/Plutarch/Moralia/Dinner_of_the_Seven*.html <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref>
[[Tales de Mileto]]
* Conhece-te a ti mesmo. <ref>[http://www.eurosophia.com/filosofos/os_sete_sabios_da_grecia.htm#1._Tales_de_Mileto] Euroshophia, António Pinela, Reflexões, 1980</ref> <ref>[http://www.foodservicenews.com.br/artigos.php?id=7] Wilson Mileris, 2005</ref> {{Ref label2|nota 1}}.
* A certeza é precursora da ruína.<ref name="higino.fab.221">[[Higino]] ''Fabulae'', CCXXI, ''Os Sete Homens Sábios'' [http://www.theoi.com/Text/HyginusFabulae5.html <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref>
* A ignorância é incômoda.
* Espera receber de teus filhos, quando fores velho, o mesmo tratamento que dispensaste a teus pais.
Utilizador anónimo