Esteatopigia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Esteatopigia
Uma mulher Khoisan (hotentote) com esteatopigia (gravura de 1900).
Classificação e recursos externos
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Esteatopigia (do grego στεατοπυγία, de στεαρ, transl. stear, "sebo", "gordura", e πυγος, transl. pygos, "nádegas")[1] é a hipertrofia das nádegas ocasionada pelo acúmulo natural de gordura na região, sobretudo em tribos da África meridional, como bosquímanos e Khoisan.[2][3] O fenômeno ocorre em ambos os sexos, mas é mais visível em mulheres.

É em função desse fator que a cirurgia plástica para aumento das nádegas é procurada, especialmente por mulheres.

Na Inglaterra vitoriana, nos espetáculos de aberrações eram comumente apresentadas mulheres com esta condição. O exemplo mais emblemático foi a sul-africana Saartjie Baartman.

Referências

  1. Donald M. Ayers (1972). Bioscientific Terminology: Words from Latin and Greek Stems. [S.l.]: University of Arizona Press. 325 páginas. ISBN 9780816503056 
  2. António de Almeida (1994). Os Bosquímanos de Angola. [S.l.]: Instituto de Investigação Científica Tropical. 403 páginas 
  3. Memórias da Academia das ciências de Lisboa. [S.l.]: Academia das ciências de Lisboa. 1967 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.