Expominas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2013).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Entrada do Expominas de Belo Horizonte.

É dado o nome de Expominas a três centros para realização de grandes eventos no estado de Minas Gerais: o maior e mais antigo, localizado em Belo Horizonte; o segundo em Araxá e, o terceiro recentemente inaugurado, em Juiz de Fora.

Esse centro abriga regularmente feiras e eventos de grande porte, além de grandes congressos de âmbito nacional e internacional e outras atividades, como lazer e entretenimento. Localiza-se no bairro Gameleira.

Informações gerais[editar | editar código-fonte]

O Expominas leva o nome de Centro de Feiras e Exposições George Norman Kutova – Expominas – em homenagem a um dos maiores incentivadores do turismo de negócios em Minas Gerais, antigamente a Expominas se chamava Parque de Exposições da Gameleira, mas foi construído um galpão e passou a chamar-se Expominas.

No período de 2003 a 2006, o Centro de Eventos passou por uma grande reforma, com investimentos de mais de 150 milhões de reais. Os dois pavilhões anteriores deram lugar a novas e amplas instalações, e a nova área construída passou a ter mais de 72 mil metros quadrados. O espaço disponível para feiras e eventos tem aproximadamente 27 mil metros quadrados, sendo 17.310 m² dos três pavilhões contínuos e 2.630 m² do pavilhão multiuso. O estacionamento tem capacidade para 2.100 veículos.

O projeto arquitetônico foi assinado pelo arquiteto Gustavo Penna. Já as obras foram executadas sob a coordenação do DEOP-MG[1] (Departamento de Obras Públicas do Estado de Minas Gerais), com recursos da Codemig (Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais).

O sistema de isolamento acústico, construído com tecnologia de ponta, evita que ruídos eventualmente gerados nos pavilhões perturbem a vizinhança do Expominas. Por ser uma região com hospitais e residências, o som fora anteriormente um inconveniente, o que fez do isolamento acústico uma das preocupações durante reforma. O sistema pode filtrar até 40Db.

Em 2000, o "Diante do Trono" gravou seu CD, "Águas Purificadoras", no Expominas.

Comunicação[editar | editar código-fonte]

A comunicação também é um fator de grande interesse aos promotores de eventos. O Expominas possui aproximadamente 4.000 pontos de internet banda-larga, telefones públicos e, como já seria de se imaginar, cobertura GSM das quatro maiores operadoras do Brasil.

Acesso[editar | editar código-fonte]

A acessibilidade é, certamente, uma das melhores dentre os centros de eventos do país. O Parque dista apenas 6 km da região central de Belo Horizonte, onde encontram-se grande parte dos melhores hotéis, restaurantes, bares, boates, parques e pontos de entretenimento em geral. Por duas vias chega-se do Centro ao Expominas. São elas:

  • - Metrô: da estação Central até a estação Gameleira, gasta-se 6 minutos, passando antes pelas estações Lagoinha, Carlos Prates e Calafate. O percurso é de aproximadamente 10 km;
  • - Av. Amazonas: é possível tomar a avenida Amazonas (onde encontra-se o Expominas) desde a Praça Raul Soares, região central, ou vir pela Via Expressa (Av. Tereza Cristina) e entrar na Av. Amazonas nas proximidades do Expominas. O primeiro percurso corresponde a uma distância aproximada de 6 km e, em dias normais, leva cerca de 15 minutos; em dias de eventos, nos horários de pico, pode levar até 1 hora.

Tragédia em 1971[editar | editar código-fonte]

Um desabamento deixa 61 mortos durante uma reforma no local. Mais informações, http://www.globominas.com

  • Pesquisar: Globominas 40 anos(vídeo) - Imagens marcantes...

Dados técnicos[editar | editar código-fonte]

  • Capacidade para 50.000 pessoas
  • Volume de terraplenagem 213.000m²
  • Volume de concreto 41.500m²
  • Ferragem utilizada 4.900ton
  • Ar condicionado com 2.400ton de refrigeração/hora
  • Capacidade de energia 10.750kva

Expominas em Juiz de Fora[editar | editar código-fonte]

O Centro Regional de Convenções e Exposições da Zona da Mata – Expominas Juiz de Fora, inaugurado pelo governo do Estado e a Codemig, totalizou investimentos de R$ 47,6 milhões.

Com o início de suas atividades, o Expominas posiciona Juiz de Fora e sua região de influência como um importante pólo de turismo de negócios e eventos de Minas Gerais e do sudeste do Brasil.

As obras do Expominas Juiz de Fora tiveram início em 2002, com a execução de terraplanagem e a canalização de córrego existente. As obras foram retomadas em agosto de 2004, na gestão do governador Aécio Neves, que determinou prioridade para sua conclusão.

Um espaço multiuso, dotado de completa infra-estrutura para receber exposições, feiras, congressos e convenções, erguido em terreno de 125.627 m². A área destinada à realização de eventos é de 15 mil metros quadrados e conta com uma área total construída de 20 mil m².

Sua estrutura permite realizar eventos de até 13 mil pessoas e possibilita a realização de até seis eventos simultaneamente. E sua posição estratégica em relação aos grandes mercados, o coloca com destaque para atrair eventos de diversas dimensões de porte nacional e internacional.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]