Farasmanes IV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Farasmanes.
Farasmanes IV
Rei da Ibéria
Reinado 406-409
Antecessor(a) Aparuces III
Sucessor(a) Mitrídates IV
Dinastia cosroida
Pai Aparuces III
Soldo de Arcádio (r. 395–408)

Farasmanes IV (em georgiano: ფარსმან IV; transl.: P'arsman IV; em grego: Φαρασμάνης; transl.: Farasmáni̱s) da dinastia cosroida, foi um rei da Ibéria de 406 a 409.

Vida[editar | editar código-fonte]

De acordo com as crônicas georgianas medievais, foi o filho do rei Aparuces III (r. 380–394) e uma princesa georgiana anônima. Caracterizado como um monarca piedoso e um guerreiro excepcional, é registrado como tendo se rebelado contra a hegemonia iraniana e como tendo negado pagamento de tributo ao . Ele é também creditado com a construção de Bolsini.[1]

Farasmanes é identificado por alguns estudiosos com o Farasmanes da Vida de Pedro, o Ibério (Vita Petri Iberi) siríaca. Segundo este documento, Farasmanes foi o irmão de Osduchtia, a avó paterna de Pedro, o Ibério, um teólogo georgiano bem-conhecido e um dos líderes do movimento anti-calcedoniano no Império Bizantino. Farasmanes desfrutou de uma posição de liderança na corte bizantina e manteve o posto de mestre dos soldados (magister militum) sob o imperador Arcádio (r. 395–408) até ser acusado de cometer adultério com a imperatriz Élia Eudóxia. Ele escapou para a Ibéria, onde tornou-se rei e incentivou os hunos brancos a atacar as fronteiras bizantinas.[2]

Referências

  1. Rapp 2003, p. 316.
  2. Martindale 1980, p. 872.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Martindale, J. R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1980). The prosopography of the later Roman Empire - Volume 2. A. D. 395 - 527. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press 
  • Rapp, Stephen H. (2003). Studies In Medieval Georgian Historiography: Early Texts And Eurasian Contexts. Lovaina: Peeters Bvba. ISBN 90-429-1318-5