Filhos do Éden: Herdeiros de Atlântida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Filhos do Éden: Herdeiros de Atlântida
Autor(es) Eduardo Spohr
Idioma Português
País  Brasil
Assunto Anjos
Género Literatura fantástica
Série Filhos do Éden
Arte de capa Stephan Stölting
Editora Brasil Editora Verus
Formato Brochura
Lançamento 2011
Páginas 473
ISBN 978-85-7686-141-6
Cronologia
Filhos do Éden: Anjos da Morte

Filhos do Éden: Herdeiros de Atlântida é um livro escrito pelo brasileiro Eduardo Spohr[1]. A obra segue como um complemento de A Batalha do Apocalipse[2], iniciando-se assim uma saga. A trama conta a história de Kaira, uma celestial[3] que perdeu a memória em um acontecimento, e Denyel, um querubim exilado há séculos na Terra, que agora tenta voltar aos exércitos rebeldes.

O livro é composto por 4 partes, com 64 capítulos, tendo, assim, um total de 473 páginas.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Há uma guerra no céu. O confronto civil entre o arcanjo Miguel e as tropas revolucionárias de seu irmão, Gabriel, devasta as sete camadas do paraíso. Com as legiões divididas, as fortalezas sitiadas, os generais estabeleceram um armistício na terra, uma trégua frágil e delicada, que pode desmoronar a qualquer instante.

Enquanto os querubins se enfrentam um embate de sangue e espadas, dois anjos são enviados ao mundo físico com a tarefa de resgatar Kaira, uma capitã dos exércitos rebeldes, desparecida enquanto investigava uma suposta violação do tratado. A missão revelará as tramas de uma conspiração milenar, um plano que, se concluído, reverterá o equilíbrio de forças no céu e ameaçará toda vida humana na terra.

Ao lado de Denyel, um ex-espião em busca de anistia, os celestiais partirão em uma jornada através de cidades, selvas e mares, enfrentarão demônios e deuses, numa trilha que os levará às ruínas da maior nação terrena anterior ao dilúvio - o reino perdido de Atlântida.

Personagens principais[editar | editar código-fonte]

  • Kaira: Centelha Divina. Capitã dos exércitos revolucionários de Gabriel, é uma ishim da província do fogo.
  • Denyel: Ex-agente do arcanjo Miguel. Um dos querubins exilados.
  • Levih: Amigo dos Homens. Um ofanim partidário das forças rebeldes. Caminha na terra ajudando os seres humanos.
  • Urakin: Punho de Deus. Um guerreiro obstinado e forte, é o parceiro de missão de Levih.
  • Andril: O Anjo Branco. Um ishim que manipula o frio e o gelo. É um dos arcontes de Miguel.
  • Yaga: Sombra da Morte. Uma hashmalim sob as ordens de Andril.
  • Forcas: Um dos soldados de Andril. Quando materializado, assume a imagem de um vigoroso leão.
  • Primeiro Anjo: Figura temida e misteriosa. Antigo líder dos sentinelas.
  • Zarion: Guarda-costas de Kaira
  • Andira: A Senhora da Noite. Antiga deusa dos povos yamís, uma das civilizações pré-cataclísmicas.
  • Bakal: Demônio controlado por Guth. Alimenta-se de sentimentos depressivos.
  • Guth: Demônio que suga a energia dos seres-humanos a partir de espasmos de êxtase.
  • Sirith: Comanda uma brigada de raptores. Sua missão é capturar anjos na terra.

As Sete Castas Angélicas[editar | editar código-fonte]

Querubins: Anjos guerreiros. Seus poderes são baseados em força, percepção, furtividade.

Serafins: Nobres, políticos e burocratas. Mestres na persuasão e na manipulação da mente.

Elohins: Vivem no plano físico, geralmente disfarçados de seres humanos. Hábeis em se adaptar a etnias e grupos sociais.

Ofanins: Anjos da Guarda. Seres bondosos, que vagam no plano astral ajudando os seres humanos. Carismáticos, são capazes de controlar emoções.

Hashmalins: Torturadores, anjos da punição. Controlam os espíritos e as trevas.

Ishins: Celestes responsáveis por governar as forças elementais, fogo, terra, água e ar.

Malakins: Sua missão é estudar o universo e a humanidade. Reclusos, podem moldar o tempo e o espaço.

Os Sete Céus[editar | editar código-fonte]

Primeiro Céu: Tártaro. Lar dos ishins, abriga os quatro reinos elementais. É a camada mais próxima da terra

Segundo Céu: Gehenna. O purgatório. Uma dimensão de escuridão e torturas, destinada a deter prisioneiros e almas em penitência.

Terceiro Céu: Éden Celestial. Destino da alma dos justos após a morte.

Quarto Céu: Acheron. Camada intermediária. Contém as fortalezas angélicas e os campos de guerra.

Quinto Céu: Celestia. Aqui ficam o Palácio Celestial, as cidades aladas e as catedrais celestes. Era o ponto de reunião dos arcanjos antes da guerra civil.

Sexto Céu: Raqui'a. Região controlada pelos malakins. Usada como retiro e pavilhão de estudos.

Sétimo Céu: Tsafon. Onde Deus descansa.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]