Francisco de Paula e Silva (bispo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o militar homônimo, veja Francisco de Paula e Silva.
Francisco de Paula e Silva, CM
Bispo da Igreja Católica

Título

Bispo de São Luís
Atividade Eclesiástica
Predecessor Santino Maria da Silva Coutinho
Sucessor Helvécio Gomes de Oliveira, SDB
Mandato 18 de abril de 1907
a 4 de junho de 1918
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 24 de janeiro de 1892
Nomeação episcopal 18 de abril de 1907
Ordenação episcopal 14 de julho de 1907
Rio de Janeiro
por Cardeal Arcoverde
Dados pessoais
Nascimento Machado, Minas Gerais Minas Gerais
22 de outubro de 1866
Morte São Luís, Maranhão Maranhão
4 de junho de 1918 (51 anos)
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Francisco de Paula Silva CM (22 de outubro de 18664 de junho de 1918) foi o 23o bispo do Maranhão [1].

História[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Douradinho, atualmente distrito do município de Machado, na região sul do Estado de Minas Gerais.

Filho de Maria Paulina, Francisco foi aluno do Colégio do Caraça em Minas Gerais. Entrou depois para a Congregação da Missão e, como lazarista, fez seus estudos superiores na França. Ordenado padre, foi professor no Seminário Arquiepiscopal de Salvador, Bahia, diretor do Noviciado da Congregação da Missão em Petrópolis, Rio de Janeiro, e Reitor do Colégio do Caraça. Governou a diocese de São Luís até a data de sua morte, no ano de 1918.

Além de padre lazarista e bispo, Francisco foi também historiador. Escreveu vários artigos, frutos de suas pesquisas históricas por onde passou, como sobre o colégio do Caraça em Minas Gerais e a Diocese do Maranhão. Suas cartas, textos e publicações são encontradas no Arquivo Público Mineiro, na Mitra Diocesana de São Luis do Maranhão, e no livro:"Dom Francisco de Paula e Silva, XXIII Bispo do Maranhão", escrito por Dom Conduru. É considerado por muitos como o maior bispo da história do Maranhão.

Registro[editar | editar código-fonte]

Noticia retirada do jornal dos irmãos maristas durante as festividades em comemoração aos 100 anos dos Maristas no Maranhão:

A presença da Congregação Marista no mundo, no Brasil, no Maranhão e onde quer que seja e a qualquer tempo, tem tudo a ver com a imprescindibilidade de ser, de fato, a educação a prioridade número um. Foi essa visão e esse sentimento que motivaram, ainda em 1907, o bispo do Maranhão, Dom Francisco de Paula e Silva, lazarista, a formular um convite ao Superior da Vice-Província do Brasil Setentrional, Irmão Damien, para conseguir educadores de sua instituição para virem desenvolver, em São Luís, o seu carisma na sua tríplice dimensão: missão, pedagogia e espiritualidade. Convite feito, convite aceito. E, logo em 11 de março do ano seguinte, saíram de Salvador o Irmão Marie Amedéus e mais um companheiro, aportando aqui no dia 20, quando, de imediato, se dirigiram à presença de Dom Francisco de Paula, disponibilizando-lhe trabalho e dedicação à causa que lhes fora proposta.(deputada Helena Barros Heluy)

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Bishop Francisco de Paula e Silva, C.M.» (em inglês). Catholic-Hierarchy. Consultado em 20 de junho de 2014 


Precedido por
Dom Santino Maria da Silva Coutinho
Bispo do Maranhão
Brasão episcopal
Dom Francisco de Paula Silva
1907 - 1918
Sucedido por
Dom Helvécio Gomes de Oliveira, SDB