Frederico Aires

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Frederico Aires (1887 - 1963) foi um pintor português.

Estudou na EBAL, onde foi aluno de Carlos Reis[1], que o ajudou a definir a sua integração na produção artística nacional, seguindo a via do tardo-naturalismo. Em 1917 juntou-se ao Grupo Ar-livre, participando activamente nas suas iniciativas. As suas paisagens e marinhas manifestam uma sensibilidade às variações cromáticas e ao estado atmosférico de cada local, o que as aproxima dos valores e das técnicas impressionistas, então internacionalmente divulgados e cada vez mais aceites, como critério de modernidade. Nos anos 30 afastou-se do meio artístico português ao instalar-se em Moçambique, onde vem a falecer.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Frescos e pinturas da tela da boca de cena do teatro Chaby Pinheiro na Nazaré[2]
  • Paisagem com pastor e rebanho
  • Justiça
  • Praia
  • Trecho de aldeia com figuras
  • Paisagem - Figura feminina entre medas de feno
  • Natureza morta - Pote de cobre e flores
  • Paisagem
  • Casa rural e mulher
  • Manhã
  • Aldeia africana com figura feminina
  • Barcos em Caxinas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Teatro Chaby Pinheiro» (PDF). Consultado em 14 de março de 2011 
  2. «Teatro Chaby Pinheiro». Consultado em 14 de Março de 2011 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.