Freud Museum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


O Freud Museum, situado em Hampstead, Londres, é um museu biográfico aberto na última casa onde Freud morou até sua morte.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1938, o pai da psicanálise, Sigmund Freud, deixou Vienna após o anexo da Áustria pelos nazistas e mudou-se para Londres, fixando-se no endereço 20 Maresfield Gardens em Hampstead, um dos subúrbios mais intelectuais de Londres. Um pequeno quarto arejado em estilo moderno foi anexado nos fundos por Ernst Ludwig Freud. Freud já tinha mais de oitenta anos nesta época e acabou morrendo no ano seguinte, mas a casa permaneceu com a sua família até sua filha mais jovem Anna Freud, pioneira em terapia infantil, até esta morrer em 1982.

Coleções[editar | editar código-fonte]

Os Freuds moveram todos os móveis de seu uso doméstico para esta casa em Londres. E o móvel mais famoso no museu é o divã de Freud. Há também cômodas antigas, mesas e armários, e uma coleção de mobiliário austríaco dos séculos XVIII e XIX.

O museu também possui a coleção de Freud antiguidades egípcias, gregas, romanas e orientais, bem como a sua biblioteca pessoal. A coleção também inclui um retrato de Freud feito por Salvador Dali [1] .

Informações e outros museus[editar | editar código-fonte]

O museu é aberto ao público cinco dias por semana e organiza estudos, publicações, seminários, conferências e excursões especiais ao museu. O museu é membro da The London Museums of Health & Medicine.

Há também outros dois Freud Museum, um em Vienna, e um outro, fundado pelo presidente Václav Klaus e quatro netos de Freud, na cidade de Pribor da República Checa, na casa em que Sigmund Freud nasceu.

Referências

  1. About the Museum acessado dia 02/01/08.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um museu é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.