GN-z11

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Imagem de GN-z11

GN-z11 é uma galáxia redshift (devido movimento de afastamento) encontrada na constelação de Ursa Maior e é atualmente a mais antiga e mais distante galáxia conhecida no universo observável.[1] O nome GN é derivado de sua localização no campo GOODS-North de galáxias.[2]

Esta galáxia tem um desvio para o vermelho espectroscópico de z = 11,1, o que corresponde a uma distância de aproximadamente 32 bilhões de anos-luz da Terra.[3] GN-z11 é observada como era há 13,4 bilhões de anos, apenas 400 milhões anos após o Big bang;[4] como resultado, sua distância é amplamente (e erroneamente)[5] relatada como 13,4 bilhões de anos-luz.[6][7]

Precedido por
EGSY8p7
Objeto astronômico
mais distante conhecido

2016 - atualidade
Sucedido por
-

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Klotz, Irene (3 de março de 2016). «Hubble Spies Most Distant, Oldest Galaxy Ever». Discovery News. Consultado em 3 de março de 2016 
  2. «Hubble Team Breaks Cosmic Distance Record». NASA TV. 3 de março de 2016. Consultado em 10 de março de 2016 
  3. «Astronomers Spot Most Distant Galaxy—At Least For Now». Phenomena. Consultado em 4 de março de 2016 
  4. Amos, Jonathan (3 de março de 2016). «Hubble sets new cosmic distance record». BBC News. Consultado em 3 de março de 2016 
  5. Wright, Edward L. (2 de agosto de 2013). «Why the Light Travel Time Distance should not be used in Press Releases». UCLA. Consultado em 10 de março de 2016 
  6. «Astronomers Spot Record Distant Galaxy From Early Cosmos». The New York Times. Associated Press. 3 de março de 2016. Consultado em 10 de março de 2016 
  7. «GN-z11: Astronomers push Hubble Space Telescope to limits to observe most remote galaxy ever seen». Australian Broadcasting Corporation. 3 de março de 2016. Consultado em 10 de março de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.