Gambas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Gambas é um ambiente de desenvolvimento integrado (IDE) para Linux que tenta imitar a facilidade de uso do Visual Basic enquanto melhora sua funcionalidade. Mesmo não sendo compatível em código-fonte com o Visual Basic, Gambas é um interpretador BASIC com extensões de orientação a objetos. Isto torna Gambas uma boa escolha para desenvolvedores VB que querem usar os seus conhecimentos em uma base GNU.[1]

Gambas torna mais fácil construir programas gráficos para Linux (o IDE Gambas é escrito na própria linguagem) usando os kit de ferramentas GTK ou Qt. Todavia, o ambiente de tempo de execução de Gambas é necessário para rodar executáveis. Há uma versão Windows de Gambas que roda sob o ambiente Cygwin. Aplicações gráficas não rodam sob a versão Windows.

Desenvolvido em Paris por Benoît Minisini desde 1999, Gambas é liberado sob a Licença Pública Geral GNU. Várias distribuições Linux incluem Gambas em seus pacotes.

"Gambas" é um acrônimo recursivo para "Gambas Almost Means BASIC" (Gambas Quase Significa BASIC).[2] "Gamba", em língua espanhola, é o nome dado a uma espécie de camarão, e por isso este é o mascote da IDE.

Com Gambas é possível facilmente:

  • Usar bancos de dados como MySQL ou PostgreSQL.
  • Construir aplicações KDE com DCOP.
  • Traduzir programas Visual Basic para o Gambas e corrê-los sob o Linux.
  • Construir soluções de rede.

Programas escritos em Gambas[editar | editar código-fonte]

Alguns programas Gambas a mencionar:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. «GAMBAS: A definitiva resposta open-source ao Microsoft Visual Basic - parte 1». www.linhadecodigo.com.br. Consultado em 20 de julho de 2022 
  2. «Gambas - Gambas Almost Means Basic». gambas.sourceforge.net. Consultado em 20 de julho de 2022