Gateway

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Gateway (desambiguação).

Em telecomunicações, o termo em inglês Gateway (em português Ponte de ligação) refere-se a um pedaço de hardware de rede que possui os seguintes significados:

Gateways, também chamados de conversores de protocolo, podem operar em qualquer camada de rede. As atividades de um gateway são mais complexas que aquelas do roteador ou switch, uma vez que se comunicam usando mais de um protocolo.

Os computadores dos usuários de Internet e os computadores que servem páginas para usuários são nós de rede, uma vez que os nós que conectam as redes entre elas são gateways. Por exemplo, os computadores que controlam o tráfego entre redes de empresas ou os computadores usados pelos provedores de serviço de internet para conectar usuários à Internet são nós de gateway.

Na rede para uma empresa, um computador servidor que age como um nó de gateway está frequentemente agindo também como um servidor proxy e um servidor firewall. Um gateway é frequentemente associado com um roteador, que conhece onde direcionar um determinado pacote de dados que é recebido no gateway e comutá-lo, o que fornece o caminho de entrada e saída real do gateway para um determinado receptáculo.

Visão geral[editar | editar código-fonte]

Exemplos de gateway podem ser os routers (ou roteadores) e firewalls, já que ambos servem de intermediários entre o utilizador e a rede. Um proxy também pode ser interpretado como um gateway (embora em outro nível, aquele da camada em que opera), já que serve de intermediário também.

Depreende-se assim que o gateway tenha acesso ao exterior, por meio de linhas de transmissão de maior débito, para que não constitua um estrangulamento entre a rede exterior e a rede local e, neste ponto de vista, estará dotado também de medidas de segurança contra invasões externas, como a utilização de protocolos codificados.

Cabe igualmente ao gateway traduzir e adaptar os pacotes originários da rede local, para que esses possam atingir o destinatário, e, também, traduzir às respostas e devolvê-las ao par local da comunicação. Assim, é frequente a utilização de protocolos de tradução de endereços, como a NAT, a qual é uma das mais simples formas de implementações de gateways.

Gateways habilitam a comunicação entre diferentes arquiteturas e ambientes. Ele realiza a conversão dos dados de um ambiente para o outro, de um modo tal que cada ambiente seja capaz de entender os dados. Eles podem, ainda, mudar o formato de uma mensagem, de tal forma que ela fique de acordo com o que é exigido pela aplicação que estará recebendo esses dados. Por exemplo, um gateway pode receber as mensagens em um formato de rede, traduzi-las e encaminha-las no formato de rede usado pelo receptor. Um gateway liga dois sistemas que não usam:

» Os mesmos protocolos de comunicação.

» A mesma estrutura de formatação de dados.

» A mesma linguagem.

» A mesma arquitetura de rede.

Gateways são referenciados pelo nome das tarefas específicas que eles desempenham, ou seja, são dedicados a um tipo de transferência particular.

O gateway recolhe o dado de um ambiente, retira a pilha de protocolos antiga e, o reencapsula com a pilha de protocolos da rede destino.

Note-se, porém, que o gateway opera em camadas baixas do Modelo OSI e que não pode, por isso, interpretar os dados entre aplicações (camadas superiores). No entanto, por meio do uso de heurísticas e outros métodos de detecção de ataques, o gateway pode incorporar alguns mecanismos de defesa. Esta funcionalidade pode ser complementada com uma firewall.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Computer network