Geometridae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaGeometridae
Chlorissa pulmentaria.jpg
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Lepidoptera
Família: Geometridae
Géneros
Ver texto.
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Geometridae

Geometridae é uma família de insectos da ordem Lepidoptera, conhecida popularmente pelo nome geómetra. Antes da metamorfose, a geómetra[1] dá pelos nomes comuns de lagarta-mede-palmos[2], ou simplesmente mede-palmos.[3], e medideira[4] As lagartas caracterizam-se por serem geomensoras, isto é, por se locomoverem de um modo que alude à forma como se mede alguma coisa aos palmos, primeiro com a palma da mão aberta, para logo de seguida juntar o mindinho ao polegar.[5]

Podem ser de dimensões médias ou pequenas, as asas geralmente são triangulares; as larvas encontram-se associadas ao tipo de vegetação da qual se alimentem.[6]

Adultos[editar | editar código-fonte]

A maioria é de dimensões médias ou pequenas, com envergadura à volta de 3 centímetros, se bem que há variações de tamanho. Muitos geométridas têm o abdómen fino e asas largas. Em general, quando estão em repouso, mantém-nas planas e abertas sobre o substracto do abdómen. Ao contrário dos noctuideos, que costumam manter as asas fechadas sobre o abdómen.[7]

Têm os visos exteriores próprios das borboletas diurnas, apesar de serem rematadamente borboletas nocturnas.[8]

As asas posteriores têm um frénulo que as mantém unidas às asas anteriores. As antenas dos machos costumam ser peludas. As asas e o corpo apresentam, normalmente, um padrão intrincado de linhas ondulantes, que lhes serve para se camuflarem com o ambiente circundante. Nalgumas espécies a fêmea não dispõe de asas ou tem-las atrofiadas e não-funcionais; têm órgãos timpânicos característicos na base do abdómen, ausentes nas fêmeas não-voadoras.[9][5]

Lagartas[editar | editar código-fonte]

Lagarta-geómetra a imitar um rebento como forma de camuflagem

As larvas denominam-se de lagartas-geómetras ou lagarta-mede-palmos e tendem a ser verdes, cinzentas ou ruças. Ocultam-se dos predadores adoptando uma postura que mimetiza a aparência dum rebento, que brota de uma ramada. Normalmente alimentam-se de folhas, se bem que há algumas que se nutrem de líquenes, flores ou pólenes. Inclusive chega a haver algumas espécies do Havaí, do género Eupithecia, que são carnívoras.[5]

Tem só dois pares de patas falsas no abdómen ( nos segmentos 6.º e 10.º ) ao contrário das lagartas doutros lepidópteros que têm mais patas falsas[10]. Daqui advem a forma típica de deslocação que lhes dá o nome de «mede-palmos» ou «medideiras».[3]

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

Esmam-se cerca de 26.000 espécies agrupadas em nove subfamílias. Contudo, a sistemática desta família ainda é objecto de estudo, pelo que não se encontra ainda perfectivada.[11] É possível que, ulteriormente, algumas das subfamílias, tal como as conhecemos hoje, venham a ser consideradas famílias independentes.

Subfamílias e géneros[12][editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Infopédia. «geómetra | Definição ou significado de geómetra no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 12 de março de 2021 
  2. Infopédia. «lagarta-mede-palmos | Definição ou significado de lagarta-mede-palmos no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 12 de março de 2021 
  3. a b S.A, Priberam Informática. «MEDE-PALMOS». Dicionário Priberam. Consultado em 12 de março de 2021 
  4. S.A, Priberam Informática. «medideira». Dicionário Priberam. Consultado em 12 de março de 2021 
  5. a b c Robin McLeod, John; Balaban, Jane; Moisset, Beatriz; Entz, Chuck (12 de Junho de 2017). «Family Geometridae - Geometrid Moths». BugGuide. Consultado em 6 de Junho de 2018 
  6. «Lepidoptera Barcode of Life». Consultado em 11 de Julho de 2017. Cópia arquivada em 12 de Julho de 2017 
  7. Arnett, R. H. (2000). American insects. Washington, D. C: CRC Press. ISBN 0-8493-0212-9 
  8. Borror, D.J. (1976). An introduction to the study of insects. Chicago: Holt, Rinehart and Winston. ISBN 0-03-088406-3 
  9. «Lepidoptera Barcode of Life». Consultado em 11 de Julho de 2017. Cópia arquivada em 12 de Julho de 2017 
  10. Kristensen, N. P. (1999). «17». Handbuch der Zoologie. Eine Naturgeschichte der Stämme des Tierreiches / Handbook of Zoology. A Natural History of the phyla of the Animal Kingdom (Vol. 4: Arthropoda: Insecta. Part 35: Lepidoptera, Moths and Butterflies vol. 1: Evolution, Systematics, and Biogeography):. Berlin: Walter de Gruyter. 250 páginas. ISBN 3110183447 
  11. Hausmann, A. (2001). The geometrid moths of Europe . Copenhaga: Apollo Books. 657 páginas. doi:10.1371/journal.pone.0084518 
  12. Scoble, M.J. (1999). Geometrid Moths of the World: A Catalogue. [S.l.]: CSIRO Publishing. ISBN 0-643-06304-8. doi:10.1046/j.1365-3113.2000.252110.x 
  13. «CUSUMA - Butterflies and Moths of the World». Consultado em 27 de Fevereiro de 2020 

Ligações exteriores[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre insetos, integrado no Projeto Artrópodes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.