Giões

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Portugal Portugal Giões 
  Freguesia  
Localização
Localização no município de Alcoutim
Localização no município de Alcoutim
Giões está localizado em: Portugal Continental
Giões
Localização de Giões em Portugal
Coordenadas 37° 28' 26" N 7° 41' 38" O
Município ACT.png Alcoutim
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Avelino Cardeira (PPD/PSD)
Características geográficas
Área total 71,8 km²
População total (2011) 256 hab.
Densidade 3,6 hab./km²
Outras informações
Orago Nossa Senhora da Assunção

Giões é uma freguesia portuguesa do município de Alcoutim, com 71,8 km² de área e 256 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 3,6 hab/km², o que lhe permite ser classificada como uma Área de Baixa Densidade (portaria 1467-A/2001).[1].

População[editar | editar código-fonte]

População de Giões
AnoPop.±%
1864 985—    
1878 1 174+19.2%
1890 1 052−10.4%
1900 1 082+2.9%
1911 1 115+3.0%
1920 1 057−5.2%
1930 1 100+4.1%
1940 1 263+14.8%
1950 1 161−8.1%
1960 1 055−9.1%
1970 689−34.7%
1981 591−14.2%
1991 450−23.9%
2001 307−31.8%
2011 256−16.6%

Características[editar | editar código-fonte]

Esta freguesia localiza-se num outeiro, entre serras, e fica no caminho para a freguesia de Pereiro e para a freguesia de São Sebastião dos Carros, do concelho de Mértola. Fica ao Sul da margem direita da ribeira do Vascão e ao norte da margem esquerda da ribeira de Foupana.

A padroeira da Aldeia é a Nossa Senhora da Assunção e as suas Festas e Romarias são realizadas por volta do 15 de Agosto.

No artesanato, local, podemos encontrar tapeçaria de retalhos, cestaria em cana, rendas e bordados, tecelagem de mantas de lã e mantas de retalhos e cadeirinhas em bunho.

Existem alguns movimentos associativos como o Grupo Desportivo de Giões, Clube de Caçadores de Giões e os Centros Culturais e Recreativos de Clarines e dos Farelos.

Nas actividades económicas temos a agricultura e pecuária nomeadamente o gado ovino e o gado caprino, indústria, carpintaria com fabrico de móveis, construção civil, comércio geral, variados serviços e tem uma gastronomia típica para provar.

História[editar | editar código-fonte]

A antiguidade da ocupação humana no território da freguesia de Giões é uma certeza, amplamente documentada pelos vestígios arqueológicos descobertos nalgumas áreas da freguesia como o monte Clarines e o cerro das Relíquias, que comprovam a presença romana e muçulmana na povoação.

As mais antigas referências escritas, documentais, à povoação propriamente dita, são do século XVI, período em que a aldeia conheceu uma grande prosperidade.

Em 1554, ou seja, em época de desenvolvimento a população de Giões atingiu o número de duzentos e vinte moradores. Em 1862 a Estatística Paroquial indica 296 fogos e 1014 habitantes. Em 1869 a Chorographia Portuguesa de P. Carvalho, na sua segunda edição, refere para Giões o número de 283 fogos. O Censo de 1890 aponta o número de 308 fogos e 980 moradores. Em 1900, um novo censo indica 948 pessoas em 289 casas, no ano de 1911 registaram-se 985 habitantes e 297 habitações, em 1920 o número de fogos era de 276 e o de moradores de 921. Uma segunda referência de 1920 indica 299 fogos e 1103 habitantes.

A antiga freguesia de Nossa Senhora da Assunção de Giões era curato da apresentação do bispo e pertencia ao termo de Alcoutim. Segundo Pinho Leal, a mitra apresentava o cura que recebia, anualmente, quatrocentos e oitenta alqueires de trigo e sessenta alqueires de centeio. Em 1839 a povoação de Giões aparece na comarca de Tavira.

Património[editar | editar código-fonte]

Do património da freguesia merecem destaque:

Referências

  1. Teixeira, Ângelo José Lopes (2006). Tipologia sócio-económica das freguesias da Região do Algarve, 1991 - 2001, Dissertação de mest., Economia Regional e Desenvolvimento Local,Faculdade de Economia, Univ. do Algarve


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.