Gigantes del Sur

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gigantes del Sur
Voleibol Volleyball (indoor) pictogram.svg
Coats of arms of None.svg
Alcunhas "el Dino"
Cores laranja, azul e branco
Informações
Cidade Neuquén (cidade)
País  Argentina
Competição Argentina Liga A1
Fundação 21 de agosto de 1995 (23 anos)
Ginásio Estadio Ruca Che
(Capacidade: 4 750)
Resultados
A1 2017/2018 57º
Títulos
Conquistados
Campeonato Sul-Americano de Clubes (0)
Campeonato Argentino (0)
Copa ACLAV (0)
Copa Desafio (1)
Uniformes
Kit left arm.png Kit body blueshoulders.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Cores do Time
Principal
Kit left arm.png Kit body orangeshoulders.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Cores do Time
Alternativo
Kit left arm.png Kit body unknown.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Cores do Time
Líbero

O Gigantes del Sur, é um time de argentino de voleibol da cidade de Neuquén (cidade). O time masculino atualmente disputa a Liga A1 Argentina.

Histórico[editar | editar código-fonte]

No cenário nacional o projeto de voleibol do Gigantes del Sur é sem dúvida o com maior duração atingindo na jornada esportiva 2018-19 a décima quarta participação consecutiva na elite do voleibol argentino. Disputou a Liga A2 2003-04 e terminou em segundo lugar, mas alcançou a promoção a elite nacional ao conquistar o título da Liga A2 2004-05 ao derrotar o Boca Juniors) e estreou na Liga A Argentina de 2005-06 finalizando na nona colocação[1].

No período esportivo de 2006-07 avançou a primeira final da Liga A1 Argentina e finalizou com o vice-campeonato perdendo para o invicto Personal Bolívar, ficando marcado como um time competitivo, priorizando o volume de jogo e a eficiência, chegando as semifinais na edição de 2007-08 e obtendo o terceiro lugar, e semifinalista nas edições de 2008-09 e 2009-10[1].Terminou na quarta posição na Copa Máster de 2015[2]Em 2016 sagrou-se campeão da Copa Desafio de 2016 em Tortuguitas[3] .

Passou a realizar nos últimos anos clínicas e eventos pela província, utilizando como sede de alguns jogos Picún Leufú ou Chos Malal, além de realizar trabalhos sociais, com doações a escolas rurais através de arrecadação a seus fãs, ratificando a identidade a nível regional, até o momento é o único representante provincial no esporte de alto rendimento[1].Em 2018 foi vice-campeão da Copa Argentina perdendo na final para o Obras de San Juan[4].

O departamento feminino fez parceria com o CSD Plottier e disputou pela primeira vez a edição do Campeonato Argentino de 2019 (Liga A1) com a alcunha "Gigantes de Plottier"[5], tendo que jogar o Torneio de Permanência de 2019 não alcançando a promoção.

Títulos conquistados[editar | editar código-fonte]

South America (orthographic projection).svg 0 Campeonato Sul-Americano de Clubes

Argentina 0 Torneio Argentino Pré Sul-Americano

  • Quarto posto:2017-18

Argentina 1 Campeonato Argentino A1

  • Vice-campeão:2006-07
  • Terceiro posto:2007-08
  • Quarto posto:2008-09 e 2009-10

Argentina 1 Campeonato Argentino A2

  • Campeão:2004-05
  • Vice-campeão:2003-04

Argentina Copa Máster

  • Quarto posto:2015-16

Argentina Copa Argentina

  • Vice-campeão:2015-16, 2016-17 e 2017-18

Argentina Copa Desafio

  • Campeão:2015-16

Argentina 0 Copa ACLAV

  • Vice-campeão:2008-09

Argentina 0 Copa Mercosul

  • Vice-campeão:2007


Referências

  1. a b c «GIGANTES DEL SUR-HISTORIA DEL CLUB». ACLAV (em espanhol). 2018. Consultado em 12 de março de 2019. Cópia arquivada em 12 de março de 2019 
  2. «Copa Master 2015: UNTreF Vóley se quedó con el Tercer Puesto». TyC Sports.com (em espanhol). 19 de outubro de 2015. Consultado em 16 de março de 2019 
  3. «Copa Desafío: ¡Gigantes del Sur campeón!». Vóley PLus.com (em espanhol). 24 de janeiro de 2016. Consultado em 12 de março de 2019 
  4. «Obras venció a Gigantes y se consagró campeón de la Copa Argentina». Canal 13 San Juan.com (em espanhol). 24 de março de 2018. Consultado em 12 de março de 2019 
  5. Salvador Vega Valverde (22 de janeiro de 2019). «Ahora, Gigantes: desde Neuquén, juventud en el único sureño». Voley31.com (em espanhol). Consultado em 13 de abril de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]