Gilberto Bosques

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gilberto Bosques

Gilberto Bosques Saldívar (Chiautla de Tapia, Puebla, México; 20 de julho de 1892 - Cidade do México, 4 de julho de 1995) foi um professor, jornalista, político e diplomata mexicano. O seu trabalho na França ocupada pela Alemanha Nazi, onde salvou a vida a mais de 30 mil refugiados, tem sido relacionada com a do cônsul português Aristides de Sousa Mendes e com a do empresário alemão Oskar Schindler,[1][2].

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

http://tvolucion.esmas.com/foro-tv/los-reporteros/215170/gilberto-bosques-hombre-desafio-nazis/

Referências

  1. Prados, Luis (22 de novembro de 2012). «Los Schindler mexicanos». Diario El País (em espanhol). Consultado em 16 de outubro de 2015. 
  2. Najar, Alberto (16 de janeiro de 2010). «Un mexicano que salvó a miles del nazismo». BBCMundo (em espanhol). Consultado em 16 de outubro de 2015.