Grande Buenos Aires

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Divisões da Grande Buenos Aires.

A Grande Buenos Aires é o nome pelo qual é conhecida a Cidade Autônoma de Buenos Aires, juntamente com sua extensão natural ou conurbação sobre a província de Buenos Aires. Esta extensão da cidade de Buenos Aires dá-se em todas as direções possíveis (norte, oeste e sul; a leste se vê impossibilitada pelo rio da Prata), definindo-se zonas com distintas peculiaridades. Por exemplo, a zona norte da Grande Buenos Aires está associada tradicionalmente com a classe alta, enquanto que na zona sul proliferam bairros de residências mais humildes.[carece de fontes?] A mega-cidade concentra grande parte da população argentina e de sua produtividade econômica, principalmente na área industrial e de serviços.

A capital da Argentina conta com uma população de mais de 13 milhões de habitantes, sendo a terceira maior região metropolitana da América Latina, atrás de São Paulo, e Grande Cidade do México ,a 16ª do mundo.[1]

O sistema de transporte da metrópole é composto por eixos multimodais pautada na integração. Trens, um sistema de Bus Rapid Transit (o sistema de transporte Metrobus, restrito à capital argentina), ônibus, o Metro de Buenos Aires e um sistema de bicicletas públicas são as principais maneiras de locomoção pela metrópole. A maneira de transporte mais utilizada para se locomover das cidades da Grande Buenos Aires para a capital é o sistema de trens, que conta com 305 estações e transporte 100 milhões de passageiros anualmente.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «World Gazetteer – Welt: Ballungsräume». Consultado em 10 de agosto de 2008 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Argentina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.