Guerra peruano-equatoriana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Para o conflito de 1981, ver: Guerra de Paquisha; para o conflito de 1995, ver: Guerra de Cenepa.
Guerra de 1941
Parte da(o) Conflito Peru-Equador
Ecuador-Peru-Frontera.svg
Data 5 de Julho – 31 de Julho de 1941
Local Fronteira Equador-Peru; Províncias equatorianas de El Oro, Loja e Oriente
Desfecho vitória peruana
Assinatura do Protocolo do Rio de Janeiro
Combatentes
 Peru  Equador
Líderes e comandantes
Peru Presidente Manuel Prado y Ugarteche
General Eloy Ureta
Equador Presidente Carlos Arroyo del Río
Coronel Luis Rodríguez

A Guerra peruano-equatoriana, também conhecida como a Guerra de 41, foi um dos três conflitos armados travados entre o Peru e o Equador. Começou no dia 5 de julho de 1941 e terminou formalmente em 29 de janeiro de 1942, mediante a assinatura do Protocolo do Rio de Janeiro. [1]

Durante o confronto, o Peru ocupou a província equatoriana de El Oro e partes da província de Loja, avançando para a área amazônica ocupada pelo Equador nos termos do acordo de statu quo assinado em 1936.

Referências

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]