Haemonchus contortus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Versão brasileira

Como ler uma infocaixa de taxonomiaHaemonchus contortus
Onze Haemonchus contortus fêmeas adultas retiradas de uma ovelha infectada com uma única cepa deste nematódeo.
Onze Haemonchus contortus fêmeas adultas retiradas de uma ovelha infectada com uma única cepa deste nematódeo.
Ovo de H. contortus
Ovo de H. contortus
Classificação científica
Domínio: Eukariota
Reino: Animalia
Sub-reino: Eumetazoa
Infrarreino: Protostomia
Superfilo: Ecdysozoa
Filo: Nematoda
Ordem: Strongylida
Família: Trichostrongylidae
Gênero: Haemonchus
Espécie: H. contortus
Nome binomial
Haemonchus contortus
Rudolphi, 1803

Haemonchus contortus é uma espécie de nemátodo parasita de ruminantes. Ocorre com maior freqüência nas regiões mais quentes e secas do planeta.

Ciclo de vida[editar | editar código-fonte]

Não há um hospedeiro intermediário para esta espécie: seu único hospedeiro são os animais ruminantes que ingerem as larvas. Os adultos, tanto machos quanto fêmeas, vivem no abomaso desses animais. As fêmeas podem produzir entre 5.000 e 10.000 ovos por dia, os quais são eliminados pelo hospedeiro através das fezes. Os ovos eclodem nas fezes de quatro a seis dias após serem eliminados, em temperatura ambiente entre 24 e 30 °C.

Após a eclosão dos ovos, a larva rabditiforme passa por muda de sua cutícula de quitina. Nos dois primeiros instares, denominados L1 e L2, a larva alimenta-se de bactérias. Quando atinge o estágio L3, a larva filariforme reveste-se com a cutícula do segundo instar como uma bainha protetora, não se alimenta pois está completamente envolvida por esta bainha e esta é a forma infectante. A larva infectante é bastante móvel e migra para a pastagem. Os ruminantes ingerem a larva infectante (L3) no pasto.

A bainha protetora é desfeita quando a larva atinge o rúmen, o primeiro dos 3 pré estômagos (rúmen, retículo e omaso) dos ruminantes. A larva passa para o abomaso (estômago) e penetra na mucosa onde atinge o quarto estágio (L4) após 48 horas. A larva de 4 estagio (L4) retorna ao lume do abomaso e muda para L5, em seguida atinge o estágio adulto, diferenciando em macho e fêmea. A partir da L4 este nematódeo alimenta-se de sangue trazendo potencial risco de anemia ao hospedeiro.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Invertebrados, integrado no Projeto Invertebrados é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.