Harry Kleiner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Harry Kleiner
Nascimento 10 de setembro de 1916
Tbilisi
Morte 17 de outubro de 2007 (91 anos)
Chicago
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade Temple, Universidade Yale
Ocupação roteirista, produtor cinematográfico

Harry Kleiner (Tbilisi, 10 de setembro de 1916 - Chicago, 17 de outubro de 2007) foi um roteirista estadunidense. Seu primeiro trabalho no cinema foi o filme Anjo ou Demônio? (1945), dirigido por Otto Preminger.[1]

Seu filme seguinte foi A Rua sem Nome (1948) de William Keighley.[2] A partir daí Kleiner passou a assinar o roteiro de vários outros projetos para a 20th Century Fox, incluindo A Lei do Chicote (1952), de Lewis Milestone, Salome (1953), estrelado por Rita Hayworth, Miss Sadie Thompson (1953) dirigido por Curtis Bernhardt, Carmen Jones (1954) de Otto Preminger, o western Um Pecado em Cada Alma (1955), e dois na Warner Bros., o épico O Gigante de Gelo (1960) e Escândalos Ocultos (1961) ambos dirigidos por Vincent Sherman.

Após um intervalo na televisão, Kleiner trabalhou em Viagem Fantástica[3] (1966), de Richard Fleischer, e depois em Bullitt[4] (1968) e As 24 Horas de Le Mans (1971), de Steve McQueen. Seus créditos finais foram em colaboração com o diretor Walter Hill, O Limite da Traição (1987) e Inferno Vermelho (1988). Kleiner foi indicado para dois Writers Guild of America Award e ganhou um prêmio Edgar por Bullitt.

Filmografia parcial[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. VARIETY STAFF (31 de dezembro de 1945). «Fallen Angel» (em inglês). Variety. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 
  2. Frank Krutnik, Steve Neale, Brian Neve. «"Un-American" Hollywood: Politics and Film in the Blacklist Era» (em inglês). Rutgers University Press. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 
  3. «Obituaries In The Performing Arts, 2007: Film, Television, Radio, Theatre, Dance, Music, Cartoons and Pop Culture» (em inglês). McFarland & Company. 2007. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 
  4. Pat H. Broeske (10 de maio de 1987). «Son Of 'Bullitt'» (em inglês). Los Angeles Times. Consultado em 7 de fevereiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]