Heidi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Heidi (desambiguação).
Capa da edição alemã de Heidi
Heidi com seu avô, desenho de Jessie Willcox Smith, 1922

Heidi é uma história sobre a vida de uma menina órfã da Suíça escrita como livro infantil em 1880 pela escritora suíça Johanna Spyri.[1]

Em Portugal, a história adquiriu tamanho sucesso, que o desenho animado da Heidi (desenho animado) foi vendido em cassetes junto com o desenho de «Marco», que não conhecia Heidi, mas cujas histórias estavam sempre relacionadas com as dela.

A história já rendeu filmes e desenhos animados de sucesso ao longo dos anos.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Heidi tinha acabado de perder seus pais aos 5 anos e foi morar com sua tia .Porém a tia recebeu uma proposta de trabalho e não poderia levar a menina então resolveu deixá-la com o avô paterno. Ele era um homem frio e carrancudo que cuidava de cabras no alto dos Alpes.

Heidi muito inquieta, mas ao mesmo tempo curiosa, interroga-se como acolher por este avô desconhecido, ainda que a vida dura da montanha lhe faz alegria. Cedo, com efeito, um profundo amor nasce entre Heidi e o velho pastor. Trabalhava com ele um menino chamado Peter (que, mais tarde, se apaixonou por ela). Na subida à casa do avô Heidi conheceu Peter e já viraram grandes amigos. A tia deixou a menina na casa do velho e lá ela dormia no feno. Mas o jeito de ser de Heidi acabou por quebrar o gelo do coração do velhinho. Quando todos já podiam ver a diferença nele a tia voltou e levou Heidi, contra a vontade, para a casa onde morava Clara. Clara era uma garota loira que não podia andar. O tempo passou e elas viraram melhores amigas, porém Heidi adoeceu por saudades dos Alpes.

A doença da protagonista foi tão séria que o pai de Clara teve de levar a garota de volta para que não morresse, mas Clara sentiu saudades e foi visitá-la. Com ciúmes, Peter jogou a cadeira de rodas de Clara monte abaixo. Nisso Heidi mostrou mais uma vez o quão especial ela era. Ela ensinou Clara a andar, realizando um milagre.

Sequências[editar | editar código-fonte]

Existem cinco livros subsequentes de Heidi, não escritos pela autora original:

Heidi e seus amigos

Heidi Grows Up

Heidi's Children

Heidi grand-mère 1941 ( Heidi como avó )

Au Pays de Heidi 1952 ( na terra de Heidi )

Não foram escritos nem endossados ​​por Spyri, mas foram adaptados de seus outros trabalhos de seu tradutor francês, Charles Tritten na década de 1930, muitos anos depois de sua morte.

Referências

  1. «Heidi». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço relacionado ao Projeto Literatura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.