Henrique Prata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Henrique Prata
Henrique Prata em seu programa Acima de Tudo o Amor
Nome completo Henrique Duarte Prata
Nascimento 18 de dezembro de 1952 (65 anos)
São Paulo, SP, Brasil
Residência Rancho Nossa Senhora de Guadalupe, Barretos, SP
Nacionalidade Brasileiro
Progenitores Mãe: Scylla Duarte Prata
Pai: Paulo Prata
Filho(s) Henrique, Adriana e Antenor
Ocupação Presidente da Fundação Pio XII e Hospital de Amor, Fazendeiro, Empresário
Henrique Prata em seu programa "Acima de Tudo o Amor"

Henrique Prata é um fazendeiro, peão de boiadeiro, criador de cavalos, e empreendedor filantropo do setor de saúde brasileiro. É conhecido por seu trabalho à frente da Fundação Pio XII, mantenedora do Hospital de Amor (antiga denominação do Hospital de Câncer de Barretos).[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido na capital, filho de um culto casal médicos formados na Faculdade de Medicina da USP, Paulo Prata e Scylla Duarte Prata, neto de Ranulpho Prata, médico e escritor sergipano, Henrique foi criado em Barretos, atrelado ao avô, Antenor Duarte Vilela, grande fazendeiro da região.[2][3] Conta que seu avô dizia: “Se um dia quiser administrar as fazendas da família, terá primeiro que aprender a fazer de tudo: arrumar cerca, trabalhar como tratorista, domar os animais.” E foi assim, muito ligado ao avô e à terra, que aos 15 anos, decidiu que não estudaria mais. Naquele mesmo ano, o jovem foi emancipado e assumiu a primeira fazenda. Três anos mais tarde, já gerenciava oito propriedades.[4] No final da década de 1980, já detinha uma significativa fortuna, quando iniciou sua ação filantrópica em oncologia.

O Dr Paulo Prata geria o Hospital São Judas Tadeu em Barretos, onde eram atendidos muitos pacientes com câncer. Em 1988, o empreendimento, muito mais filantrópico que econômico, quebrou por causa da hiperinflação. Henrique já era fazendeiro bem-sucedido e não gostava de como o pai administrava o hospital. Entretanto, por intermédio do bispo da cidade, Dom Antonio Mucciolo, a quem considerava um "diretor espiritual", decidiu ajudar. Como ele mesmo conta em seu livro Acima de Tudo o Amor[5], fez um acordo com seu pai e sua mãe de acertar as dívidas e fechar o hospital, que na época tinha 80 funcionários, 14 médicos e US$ 1,2 milhão de dívidas: "Trabalhei sete meses para fechar o hospital. Quando disse ao meu pai que estaríamos fechados em 30 dias, ele abaixou a cabeça e aceitou. Só que, na mesma noite, um médico me chamou, abriu um livro e me mostrou que uma pessoa precisava ser operada em, no máximo, 65 dias e não podia ser encaminhada para nenhum outro hospital público porque a fila era de mais de 120 dias. Nesse dia, não sei o que aconteceu. Fui dormir e acordei no outro dia não com dor na consciência, mas com uma mudança radical de consciência. Acordei decidido a ampliar o hospital."[6]

Foi assim, em 1989, aos 37 anos de idade, que Henrique teve a visão de que poderia salvar mais vidas que qualquer outro médico, se abraçasse a causa da oncologia.[7] A partir daí ganhou corpo o projeto que fez do Hospital de Câncer de Barretos um dos maiores centros de referência em oncologia do Brasil e mundialmente conhecido.[8][9]

Para o desenvolvimento dos projetos, Henrique contou, e ainda conta, com o auxílio de agropecuaristas pequenos, médios e grandes – segundo ele, não fossem os fazendeiros, as obras nem teriam sido iniciadas –, de artistas, apresentadores de TV e personalidades variadas, como Chitãozinho e Xororó, Sérgio Reis, Leonardo, Zezé di Camargo e Luciano, Daniel, Xuxa e Ivete Sangalo, etc.[10][11]

Com o objetivo de oferecer o melhor aos pacientes de câncer, Henrique percorreu 21 países, acompanhado de médicos do Hospital de Amor, para conhecer centros de referência em oncologia em todo mundo, e trazer para o Brasil as melhores tecnologias e os melhores protocolos. Fruto desse olhar cosmopolita, o Hospital de Amor tem estreita parceria com o MD Anderson Cancer Center e com o Saint Jude Children´s Research Hospital.[12]

O Hospital de Amor foi pioneiro no uso de diversas tecnologias no tratamento de câncer no Brasil, como radioterapia com sistema robótico[13][14], uso de testes baseados em inteligência artificial[15][16], cirurgia robótica no SUS[17], imunoterapia no SUS[18], etc. Atua fortemente em pesquisa. Em 2017 inaugurou as novas instalações de seu Centro de Pesquisa Molecular em Prevenção de Câncer[19]. Em 2018 o Hospital de Amor foi indicado pela Scimago Institutions Rankings o primeiro colocado no ranking de instituições dedicadas à pesquisa na América Latina[20].

À parte seus negócios pessoais, hoje Henrique Prata, na Fundação Pio XII, dirige um conglomerado de instituições de saúde filantrópicas que inclui:

  • O Hospital de Amor de Barretos, e suas sucursais em Fernandópolis/SP, Jales/SP, Campinas/SP, Juazeiro/BA, Porto Velho/RO, Macapá/AP e Campo Grande/MS, com vários alojamentos e casas de apoio para pacientes e acompanhantes.[21]
  • O Hospital de Câncer Infantil, em Barretos, considerado desde 2016 filial do St. Jude Children’s Research Hospital, dos Estados Unidos.[22][23]
  • O Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Barretos, considerado um dos melhores do estado de São Paulo.[24]
  • O Hospital São Judas Tadeu, onde começou a história do Hospital de Câncer, com o Dr. Paulo Prata. Hoje destina-se aos cuidados de pacientes com câncer em situação terminal.
  • O Hospital Nossa Senhora, para atendimento de pacientes de operadoras de planos de saúde e particulares, não só em oncologia, mas em todas as especialidades.[25]
  • A Barretos Lamboo, parceria com Lamboo Mobile Medical, empresa holandesa de engenharia e construção de unidades móveis e soluções em saúde; produz veículos customizados para atendimentos médicos e odontológicos e exames como mamografia, ressonância magnética, tomografia, ultrassonografia.[26]
  • Fábrica de Próteses para substituição de membros amputados.[27]
  • O IRCAD, Instituto de Treinamento em Técnicas Minimamente Invasivas e Cirurgia Robótica, sediado na França e com unidade em Barretos.[28]
  • A Santa Casa de Misericórdia de Barretos.

Tem um programa na Rede Vida, Acima de Tudo o Amor, que vai ao ar semanalmente, onde compartilha as experiências vivenciadas no Hospital de Amor e propaga a filosofia de amor ao próximo.

Livros[editar | editar código-fonte]

Em 2011 Henrique Prata publicou o livro Acima de Tudo o Amor[29], no qual conta a sua história e a história do Hospital de Câncer de Barretos. Em 2017, essa história tem continuidade com o livro A Providência[30]. No mesmo ano publica Acima de Tudo o Amor - Relatos - As Pessoas Que Fazem História No Maior Polo de Luta Contra o Câncer[31].

Referências

  1. «Henrique Prata, o peão que salva vidas». VEJA SÃO PAULO 
  2. «Henrique Prata, o cowboy missionário do Hospital do Cancer de Barretos» 
  3. «ISTOÉ Gente Online». www.terra.com.br. Consultado em 11 de outubro de 2018 
  4. «A saga de um ruralista - Dinheiro Rural». Dinheiro Rural. 1 de fevereiro de 2008 
  5. Prata,, Henrique. Acima de tudo o amor : como a fé e a solidariedade construíram o maior polo de referência nacional contra o câncer. São Paulo, SP: [s.n.] ISBN 9788573128130. OCLC 952619794 
  6. «Folha de S.Paulo - Perfil - Henrique Duarte Prata: Doutor Peão - 15/08/2010». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  7. Duarte,, Prata, Henrique. Acima de tudo o amor : como a fé e a solidariedade construíram o maior polo de referência nacional contra o câncer. São Paulo, SP: [s.n.] ISBN 9788573128130. OCLC 952619794 
  8. «Hospital de Câncer de Barretos é eleito o melhor hospital público de SP - Oncologia Brasil». www.oncologiabrasil.com.br. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  9. «Hospital de Câncer de Barretos é eleito o melhor hospital público de SP». Ribeirão e Franca. 16 de dezembro de 2014 
  10. «GLOBO RURAL - Notícias sobre agronegócios, agricultura, pecuária, meio ambiente e o mundo do campo - EDT MATERIA IMPRIMIR - Fé e audácia». revistagloborural.globo.com. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  11. «Uma aliança do agro contra o câncer - Plant Project». plantproject.com.br. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  12. «HCancer Barretos triplica atendimento ao câncer infantil - Saúde Business». Saúde Business 
  13. «Hospital de Câncer de Barretos adquire tecnologia para tratamento do câncer com radioterapia guiada por imagem e radiocirurgia» 
  14. «Com tomografia em tempo real, tecnologia reduz efeitos colaterais da radioterapia no interior de SP». G1 
  15. «Inteligência artificial é promessa de tratamentos de câncer mais assertivos». Folha de S.Paulo. 13 de setembro de 2018 
  16. «Laboratórios Fleury e Sabin se unem para investir em inteligência artificial». epocanegocios.globo.com 
  17. «Hospital de Câncer de Barretos começa a usar robô em cirurgias». Ribeirão e Franca. 18 de novembro de 2014 
  18. «ARD Foundation». www.ardfound.org. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  19. Oncoguia, Instituto. «Hospital de Câncer de Barretos inaugura Centro de Pesquisa Molecular em Prevenção de Câncer - Instituto Oncoguia». Instituto Oncoguia 
  20. Barros, Grupo Monteiro de. «O Diário Online - Hospital de Amor lidera ranking de pesquisa na saúde na América Latina». odiarioonline.com.br 
  21. «Hospital de Câncer de Barretos: onde o amor resiste». epoca.globo.com 
  22. Varella, Dr. Drauzio (23 de novembro de 2015). «Câncer infantil e o Hospital de Barretos | Portal Drauzio Varella». Portal Drauzio Varella 
  23. «Hospital de Câncer de Barretos inaugura unidade infanto-juvenil e estabelece parceria com MD Anderson e Saint Jude Children's Hospital ! - Saúde Business». Saúde Business 
  24. «Rede AME tem 96,7% de aprovação dos usuários». 7 de março de 2017. Consultado em 11 de outubro de 2018 
  25. Barros, Grupo Monteiro de. «O Diário Online - Hospital de Amor Nossa Senhora amplia atendimento para especialidades». odiarioonline.com.br 
  26. «A Empresa | Barretos Lamboo». www.barretoslamboo.com.br. Consultado em 11 de outubro de 2018 
  27. «Hospital de Amor em Barretos, SP, passa a fabricar próteses para pacientes amputados por causa do câncer». G1 
  28. Martins, Wagner Jefferson Ferreira. «IRCAD inaugura nova sala de treinamento para cirurgias minimamente invasivas - Hospital de Câncer de Barretos». www.hcancerbarretos.com.br. Consultado em 11 de outubro de 2018 
  29. Duarte,, Prata, Henrique. Acima de tudo o amor : como a fé e a solidariedade construíram o maior polo de referência nacional contra o câncer. São Paulo, SP: [s.n.] ISBN 9788573128130. OCLC 952619794 
  30. Prata, Hnerique (2017). A Providência. Brasil: Gente. 160 páginas 
  31. Prata, Henrique (2017). ACIMA DE TUDO O AMOR - RELATOS. Brasil: Gente. 256 páginas