Henriqueta de Nassau-Weilburg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Henriqueta de Nassau-Weilburg
Princesa de Nassau-Weilburg
Henriqueta pintada por Johann Ender, em 1829.
Duquesa de Teschen
Reinado 10 de fevereiro de 182229 de dezembro de 1829
Antecessor(a) Maria Josefa da Baviera
Sucessor(a) Hildegarda Luísa da Baviera
 
Marido Carlos, Duque de Teschen
Descendência Maria Teresa Isabel da Áustria
Alberto, Duque de Teschen
Carlos Fernando da Áustria
Frederico da Áustria
Rodolfo da Áustria
Maria Carolina da Áustria
Guilherme Francisco da Áustria
Casa Nassau-Weilburg (nascimento)
Habsburgo-Lorena (casamento)
Nome completo
em alemão: Henrietta Alexandrine Friederike Wilhelmine von Nassau-Weilburg
Nascimento 30 de outubro de 1797
  Bayreuth, Reino da Baviera
Morte 29 de dezembro de 1829 (32 anos)
  Viena, Império Austríaco
Religião Calvinismo
Pai Frederico Guilherme de Nassau-Weilburg
Mãe Luísa Isabel de Kirchberg

Henriqueta Alexandrina Frederica Guilhermina de Nassau-Weilburg (Bayreuth, 30 de outubro de 1797Viena, 29 de dezembro de 1829), foi princesa de Nassau-Weilburg por nascimento, arquiduquesa da Áustria e duquesa de Teschen pelo casamento.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Família[editar | editar código-fonte]

Henriqueta era a terceira filha do príncipe Frederico Guilherme de Nassau-Weilburg e de Luísa Isabel de Sayn-Wittgenstein. Seus avós paternos foram o príncipe Carlos Cristiano de Nassau-Weilburg e Carolina de Orange-Nassau; enquanto seus avós maternos foram Guilherme Jorge de Sayn-Wittgenstein e Isabel Augusta Reuss de Greiz.

Casamento e filhos[editar | editar código-fonte]

Casou-se em Weilburg, em 17 de setembro de 1815, com Carlos, Duque de Teschen, filho de Leopoldo II, Sacro Imperador Romano-Germânico e Maria Luísa da Espanha. O casal teve sete filhos:

Morte[editar | editar código-fonte]

Henriqueta morreu em Viena, em 29 de dezembro de 1829, aos 32 anos de idade. A arquiduquesa havia contraído escarlatina enquanto amamentava seus filhos doentes.

Por ser protestante, a princesa necessitava de uma licença especial de seu cunhado, o imperador Francisco I da Áustria, para ser sepultada na Cripta Imperial de Viena. Francisco I justificou sua autorização dizendo: "Ela veio habitar entre nós quando estava viva e assim será na morte."

Nota[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Outros projetos[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Henriqueta de Nassau-Weilburg