Hipárquia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Hipárquia
Nascimento 350 a.C.
Maronia
Morte 310 a.C.
Cônjuge Crates de Tebas
Filho(s) Pasicles
Irmão(s) Metrocles de Maroneia
Ocupação filósofa
Movimento estético cinismo
Pintura romana retratando Hipárquia e Crates da Villa Farnesina, Roma

Hipárquia (em grego: Ἱππαρχία) de Maroneia foi uma filósofa cínica da Grécia Antiga, esposa de Crates de Tebas, que viveu em torno de 325 a.C..[1]

É famosa por ter vivido uma vida de pobreza cínica, em igualdade de condições com o marido nas ruas de Atenas. Como a maioria dos cínicos, a influência reside no exemplo da vida, escolher um modo de vida que foi geralmente considerado inaceitável para as respeitáveis mulheres da época.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Hipárquia». VIAF (em inglês). Consultado em 10 de maio de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Hipárquia