Hipertropia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tampar o olho saudável algumas horas por dia é útil para fortalecer os músculos do olho debilitado e evitar visão dupla e um desenvolvimento anormal da visão.

Hipertropia (grego antigo para "elevado giro") é um tipo de desalinhamento vertical dos olhos, estrabismo, em que o eixo visual de um olho é mais elevado do que o olho de fixação. A hipotrofia é a condição similar, em que foco de um olho possui o eixo visual mais baixo do que o olho fixador.[1]

O desvio vertical dissociado é um tipo particular de hipertropia caracterizado por uma tendência de subida lenta, latente, de um dos dois olhos enquanto o paciente está desatento.

Causas[editar | editar código-fonte]

Uma isquemia, tumor ou trauma pode lesionar músculo ou nervos envolvidos no movimento de elevação ou descenso dos olhos.[2] As possíveis causas de hipertropia incluem:

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Como o de outros tipos de estrabismos. Dependendo do caso individual, as opções de tratamento incluem[3]:

  • Correção de erros de refração por óculos
  • Terapia com prisma (se tolerada, para gerenciar diplopia)
  • Tampar o olho saudável algumas horas por dia (principalmente para evitar ambliopia e diplopia)
  • Injeção de toxina botulínica
  • Correção cirúrgica de defeitos anatômicos

Referências

  1. American Association for Pediatric Ophthalmology and Strabismus
  2. Healthline - Hypertropia in adults
  3. Wright, Kenneth Weston; Spiegel, Peter H. (January 2003). Pediatric Ophthalmology and Strabismus. Springer. p. 17. ISBN 978-0-387-95478-3.