Hiroshi Okamura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Hiroshi Okamura
Nascimento setembro de 1905
Quioto
Morte 1948 (43 anos)
Cidadania Japão
Alma mater Universidade de Quioto
Ocupação matemático
Empregador Universidade de Quioto

Hiroshi Okamura (em japonês: 渡辺 信三, Quioto, 10 de novembro de 1905 - 3 de setembro de 1948) foi um matemático japonês que estudava análise. Era professor na Universidade de Quioto.

Ele descobriu condições necessárias e suficientes para unicidade de soluções para Problemas de Valor Inicial em equações diferenciais ordinárias. Ele também refinou o segundo teorema do valor médio.

Trabalhos publicados[editar | editar código-fonte]

  • Hiroshi Okamura (1941), "Sur l'unicité des solutions d'un système d'équations différentielles ordinaires", Mem. Coll. Sci., Kyoto Imperial Univ., A, 23: 225–231 (em francês)
  • Hiroshi Okamura (1942), "Condition nécessaire et suffisante remplie par les équations différentielles ordinaires sans points de Peano", Mem. Coll. Sci., Kyoto Imperial Univ., A, 24: 21–28 (em francês)
  • Hiroshi Okamura (1943), "Sur une sorte de distance relative à un système différentiel", Nippon Sugaku-Buturigakkwai Kizi Dai 3 Ki, 25 (0): 514–523 (em francês)
  • Hiroshi Okamura (1950), "On the surface integral and Gauss-Green's theorem", Memoirs of the College of Science, University of Kyoto, A: Mathematics, 26 (9): 5–14 (póstumo)[1]

Referências

  1. Hiroshi Okamura (11 de janeiro de 1950). «On the surface integral and Gauss-Green's theorem» (em inglês). Memoirs of The College of Science, University of Kyoto, series A, Vol. XXVI, Mathematics No. 1, 1950. Consultado em 6 de agosto de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.