História da Sexualidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
História da Sexualidade
Autor Michel Foucault
Tradutor Robert Hurley
Idioma francês
Tema história da sexualidade humana, filosofia
Gênero não ficção
Data de publicação 1976, 1984, 2018
Editora Gallimard
OCLC 13728135

História da Sexualidade é um estudo do filósofo e historiador francês Michel Foucault sobre a sexualidade no mundo ocidental.

A obra se divide em três tomos: o primeiro, A vontade de saber, foi publicado pela primeira vez em 1976, por Éditions Gallimard. Seguiram-se O uso dos prazeres e O cuidado de si - ambos publicados em 1984. O quarto tomo, que seria Os prazeres da carne não chegou a ser concluído e, como Foucault deixou manifesta em testamento a vontade de que nenhum de seus textos inacabados fosse publicado, o conteúdo do quarto tomo nunca foi divulgado.

O tomo I analisa as ideias de Foucault quanto à "hipótese repressiva", a ideia de que a sociedade ocidental teria suprimido a sexualidade desde o século XVII até meados do século XX. Ele argumenta que essa hipótese é uma ilusão e que, na realidade, os discursos sobre a sexualidade proliferaram durante este período. Argumenta que, naquele momento, os especialistas começam estudar a sexualidade de forma científica, classificando os diversos tipos de sexualidade e incentivando as pessoas a confessarem seus sentimentos e condutas sexuais, no intuito de conhecer a "verdade" sobre o sexo.

Foucault estava interessado na criação do sujeito e na forma como o indivíduo é constituído.[1] Em História da sexualidade ele defende a ideia de que, no mundo ocidental, durante os séculos XVIII e XIX, a identidade das pessoas começa a estar cada vez mais ligada à sua sexualidade.[2]

Referências

  1. Foucault, Michel: L'Herméneutique du sujet. Paris: Gallimard, 2001. ISBN 2020308002.
  2. McGee, R. Jon; Warms, Richard L. Anthropological Theory: An Introductory History. Nova Iorque: McGraw Hill, 2011.