História popular

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A História popular é um tipo de história composta de forma que uma ampla audiência possa desfrutar e aprender com seu conteúdo ao lê-la ou ouvi-la.[1] Nesse sentido, é possível pensar as Histórias de Heródoto, e parte da historiografia grega, dentro do gênero da história popular.[1] No processo de transformar a História em disciplina ensinada em ambiente universitário, ocorrido ao longo do século XIX e do século XX, a história popular foi muitas vezes vista como a popularização dos resultados da pesquisa histórica profissional, que adquiriu método e linguagem não acessíveis ao público em geral.[2]

Ao longo do século XXI, a história popular foi muito criticada por estar ligada à simplificação, à narração e ao comprometimento político.[3] Em muitos casos, a história popular é compreendida como sendo o oposto de história acadêmica, mas há uma tentativa por diversos historiadores e historiadores públicos em serem autores dos dois tipos de história.[4]

Referências

  1. a b Myers 1977, p. 840.
  2. Berger 2012, p. 16.
  3. Paletschek 2011, p. 4-5.
  4. Norton 2013.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Artigos Científicos[editar | editar código-fonte]

  • Myers, Henry (1977). «The origin of popular history». The Journal of Popular Culture. 10 (4) 

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Berger, Stefan (2012). «Professional and popular historians: 1800 - 1900 - 2000». In: Korte, Barbara; Paletschek, Sylvia. Popular History now and then: International Perspectives. Bielefeld: Transcript-Verlag. pp. 13–30 
  • Paletschek, Sylvia (2011). «Introduction: Why analyse popular historiographies?». Popular Historiographies in the 19th and 20th centuries: Cultural Meanings, Social Practices. New York: Berghahn Books. pp. 1–18 

Páginas da web[editar | editar código-fonte]