Hobo (sem-teto)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Hobo (vagabundo))
Ir para: navegação, pesquisa
Dois hobos caminhando sobre trilhos, depois de serem expulsos de um trem.

Hobo é um termo da língua inglesa que designa um trabalhador itinerante, sem-teto, muito pobre mas com certo espírito aventureiro, que viaja sem destino, frequentemente como passageiro clandestino de trens de carga. O termo surgiu nos anos 1890s,[1] possivelmente durante a crise econômica 1893-1897, e seu uso permaneceu ao longo das primeiras décadas do século XX, sobretudo nos anos de depressão, nos Estados Unidos.[2][3] O termo foi originado no oeste - mais provavelmente no noroeste - dos Estados Unidos durante a última década do século XIX.[4] Diferentemente de andarilhos, que trabalham quando são forçados, e slackers, que não trabalham, hobos são trabalhadores que peregrinam.[4][5] A comida conhecida por Mulligan stew está geralmente associada aos hobos.

O sociólogo americano Robert E. Park refere-se aos hobos em seu artigo "The City: Suggestions for the Investigation of Human Behavior in the City Environment", de 1915,[6] e especialmnte em "The Mind of the Hobo: Reflections upon the Relation between Mentality and Locomotion", capítulo IX do livro homônimo, de 1925.[7]


Referências

  1. Bethesda man researches the stories of tramps and hobos from 1890s Washington. Por John Kelly. The Washington Post, 11 de agosto de 2014.
  2. Urban Dictionary: "hobo"
  3. «Definition of 'hobo'». Sítio Merriam-Webster. Consultado em 25 de março de 2011 
  4. a b «On Hobos, Hautboys, and Other Beaus». OUPblog. Oxford University Press. 12 de novembro de 2008. Consultado em 5 de agosto de 2009 
  5. Mencken, H.L. (1937). «On the road again». The American Language (4ª ed.). Consultado em 5 de agosto de 2009 
  6. PARK, Robert E. "The City: Suggestions for the Investigation of Human Behavior in the City Environment". The American Journal of Sociology vol. 20, nº 5, mar. 1915, pp. 577-612.
  7. PARK, Robert E.; BURGESS, Ernest W. The City: Suggestions for Investigation of Human Behavior in the Urban Environment . The University of Chicago Press, 1925, pp 156-160.