Pânico de 1893

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Corretores da bolsa em pânico em 9 de maio de 1893.

O Pânico de 1893 foi uma séria depressão econômica ocorrida nos Estados Unidos que começou em 1893 e terminou em 1897.[1][2]

Causas[editar | editar código-fonte]

O Pânico de 1893 tem muitas causas. Uma das causas pode ser rastreada até a Argentina. O investimento foi incentivado pelo banco agente argentino do Baring Brothers. No entanto, a quebra da safra de trigo de 1890 e um golpe fracassado em Buenos Aires encerraram novos investimentos. Além disso, as especulações sobre propriedades sul-africanas e australianas também fracassaram. Como os investidores europeus temiam que esses problemas pudessem se espalhar, eles iniciaram uma corrida ao ouro no Tesouro Estados Unidos . A espécie era considerada mais valiosa do que o papel-moeda; quando as pessoas estavam incertas sobre o futuro, elas acumulavam espécies e rejeitavam notas de papel.[3]

Durante a Era Dourada americana, a expansão da economia americana foi enorme em diversos setores, principalmente na construção de ferrovias, porém, com o tempo houve uma bolha no setor que contribuiu para as incertezas.[4]

Efeitos[editar | editar código-fonte]

Como resultado do pânico, os preços das ações caíram. Quinhentos bancos fecharam, 15.000 empresas faliram e várias fazendas deixaram de operar. A taxa de desemprego atingiu 25% na Pensilvânia, 35% em Nova York e 43% em Michigan.

O presidente Grover Cleveland foi culpado pela depressão. As reservas de ouro armazenadas no Tesouro dos EUA caíram para um nível perigosamente baixo. Isso forçou o presidente Cleveland a emprestar US$ 65 milhões em ouro do banqueiro de Wall Street banqueiros JP Morgan e da Família Rothschild, da Inglaterra.[5] Seu partido sofreu enormes perdas nas eleições de 1894 , sendo em grande parte culpado pela espiral descendente da economia e o esmagamento brutal da Greve Pullman. Após sua derrota em 1896, os democratas não retomaram o controle de nenhum ramo do governo federal até 1910.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Timberlake, Jr., Richard H. (1997). «Panic of 1893». In: Glasner, David; Cooley, Thomas F., eds. Business cycles and depressions: an encyclopedia. Nova Iorque: Garland Publishing. pp. 516–18. ISBN 0824009444 
  2. Glasner, David; Cooley, Thomas F. (1997). Business cycles and depressions : an encyclopedia. Internet Archive. [S.l.]: New York : Garland Pub. 
  3. «The Depression of 1893». eh.net. Consultado em 1 de janeiro de 2022 
  4. «The bubbles that built America - The railroad (2) - CNNMoney.com». money.cnn.com. Consultado em 1 de janeiro de 2022 
  5. Politics Reform and Expansion (em inglês). [S.l.: s.n.] 1963