IRIS (banda de Portugal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

IRIS é uma banda rock portuguesa, de origem algarvia, criada em 1979[1][2].

Uma das mais antigas de Portugal, fazendo parte da historia do Movimento Pop Rock Nacional em Portugal.

Biografia[editar | editar código-fonte]

A banda IRIS foi criada em 1979, por quatro amigos que começaram a tocar em bailes na vila da Fuzeta. Aos poucos, foram ganhando dinheiro para comprar equipamento o que lhes permitiu desenvolver o seu estilo único[1][2]. Ao longo dos anos, fizeram o circuito dos bailes, dos bares e uma serie de concertos um pouco por todo o Algarve e fora dele tambem, entretanto foram criando temas próprios, ganhando um público fiel, sendo actualmente difícil encontrar alguém no Algarve que não tenha ouvido falar deles[3].

Depois de várias modificações na estrutura da banda, apenas em 1994 surge aquela que seria a sua principal formação original , constituída por: Domingos Caetano nas guitarras e na voz principal, Chico Mesquita nas vozes e no baixo, Thierry Guerreiro na bateria e Ray Van Duyvenbode na guitarra acústica e nas vozes[1]. É com esta formação que em 1995, após 16 anos de existência, surge a hipótese de gravar o primeiro disco de originais[2].

Assinam, em Abril de 1995 com a Vidisco, um contrato discográfico para fazerem 3 CD’s que seria o inicio de uma longa carreira discográfica[1].

Após vários sucessos ao longo dos anos, em 2007, tornam-se na primeira banda de rock portuguesa a montar um espectáculo com uma orquestra e a gravar um CD e DVD durante esses espectáculo, com a ajuda do violinista búlgaro Emiliano Petrov, professor no Conservatório de Vila Real de Santo António, que reuniu o Essemble Petrov com músicos da Orquestra do Algarve, para esse efeito[3], chegando a actuar para 40.000 pessoas[4] que foi um dos melhores momentos da carreira actual dos IRIS.

Derivado a outros projectos e trabalhos dos proprios membros desde 1995 até à actualidade, os IRIS têm lançado uma média um álbum a cada dois anos, sendo o mais recente, o Sueste, datado de 2009[3][5]. Após vários mêses de trabalho no estúdio a banda prepara para lançar outro novo álbum intitulado IRIS "Ao Acaso" que se gravado e concluido em 2015.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Vão Dar Banhó Cão, 1995, Vidisco
  • IRIS, 1997, Vidisco
  • Intuição, 1999, Road Records
  • Tá O Mar Fêto Num Cão, 2001, Road Records (2 CD Compilacao tipo The Best Of )
  • A2 Sul, 2003, Road Records
  • IRIS Ao Vivo com a Orquestra ENSEMBLE PETROV, 2007, Vidisco (CD + DVD)
  • Sueste, 2009, Espacial
  • IRIS Ao Acaso 2015, DistriRecords

Referências

  1. a b c d «IRIS - Biografia (site oficial)». Consultado em 25 de março de 2011. Arquivado do original em 18 de maio de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. a b c «A banda Íris "é o que as pessoas conhecem e terá de continuar a sê-lo", sustenta Domingos Caetano». Diário Online - Algarve. 24 de setembro de 2003. Consultado em 25 de março de 2011. Arquivado do original em 18 de maio de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. a b c Bruno Filipe Pires (05.082010). «Íris - a sueste do «Allgarve»». Jornal Algarve 123. Consultado em 25 de março de 2011  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)[ligação inativa]
  4. «Ensemble Petrov" e "Iris" brilham no casino de Vilamoura». a Avezinha, jornal algarvio. 6 de março de 2008. Consultado em 25 de março de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «Iris apresentam o Sueste no IPJ (Faro)». Algarve Central. Consultado em 25 de março de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)[ligação inativa]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of Portugal.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.