Ibadã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ibadã
Ìlú Èbá-Ọdàn
Breve história oral de Ibadan na língua Ibadan por um falante nativo
Breve história oral de Ibadan na língua Ibadan por um falante nativo
Localização na Nigéria
Localização na Nigéria
Coordenadas 7° 23' 47" N 3° 55' E
País Nigéria
Flag of Nigeria.svg Nigéria
Governador Adebayo Alao-Akala
Área  
  Total 3,080 km²
População  
  Cidade (2005) 2,550,593
    Densidade   828/km²
   -Densidade metropolitana   250/km²
Fuso horário +1 ([[UTC{{{diferença_utc}}}]])
Website: www.oyostate.gov.ng/

Ibadã[1][2] (em inglês: Ibadan; em iorubá: Ìbàdàn; Ìlú Èbá-Ọdàn, "a cidade na junção entre a savana e a floresta"), é a capital do estado de Oió, terceira maior cidade em população da Nigéria (depois de Lagos e ano), e a maior em área geográfica.

Tem cerca de 3,8 milhões de habitantes, e é um centro industrial e comercial importante. Fundada em 1830, tornou-se a mais poderosa cidade-Estado iorubá. Posteriormente, tornou-se protectorado britânico, em 1893, antes da Nigéria tornar-se independente, no século XX.

Ibadã possui a mais elevada instituição do ensino superior da Nigéria, a Universidade de Ibadã.

Clima[editar | editar código-fonte]

Mês Jan Fev Μar Αbr Μai Jun Jul Αgo Set Οut Νov Dez
Taxa de precipitação (mm) 8 23 76 124 145 163 132 74 170 152 43 10
Taxa de precipitação (in) 0.3 0.9 3.0 4.9 5.7 6.4 5.2 3.0 6.7 6.0 1.7 0.4
Maior temp. (°C) 32 34 33 32 31 30 28 28 29 30 31 31
Menor temp. (°C) 21 23 24 24 23 23 21 21 22 22 23 21
Chuva (mm) 10 60 190 420 490 700 670 400 670 490 50 20
Maior temp. registrada. (°C) 37 39 38 38 35 33 31 31 36 33 34 35
Menor temp. registrada. (°F) 98 102 100 100 95 91 88 88 97 91 93 95
Temp. mais baixa registrada. (°C) 10 12 18 18 18 18 16 16 17 18 14 14
Temp. mais baixa registrada. (°F) 50 54 64 64 65 64 61 61 63 64 57 57

Curiosidade: Ibadã é a cidade natal de Helen Folasade Adu, a cantora Sade.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Nigéria é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. «Manual de Redação de O Estado do São Paulo» 
  2. Paixão, Paulo (Verão de 2021). «Os Nomes Portugueses das Aves de Todo o Mundo» (PDF) 2.ª ed. A Folha — Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias. ISSN 1830-7809. Consultado em 13 de janeiro de 2022