Ilha de Tsuxima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ilha de Tsushima)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ilha de Tsuxima
Tsushima-sat.jpg
Área
Total 708,61 km²
% bosques 89%
População
Total (2005) 39.983
Densidade 56,42/km²

Tsuxima[1] (em japonês: 対馬 Tsushima), também chamada Daemado (Hangul: 대마도; Hanja: 對馬島) pelos coreanos, está localizada no estreito da Coreia, entre o arquipélago japonês e o continente, sendo a ilha principal entre outras ilhas menores da cidade de Tsuxima. Historicamente, essas ilhas foram parte da província japonesa de Tsushima. Hoje, a ilha pertence à prefeitura de Nagasaki.

Demografia e Cultura[editar | editar código-fonte]

A população está composta em sua maioria por japoneses, apesar de também haver uma minoria filipina e coreana.

A religião mais praticada é o budismo, apesar de também se praticar o xintoísmo. Existe uma pequena comunidade cristã, composta por coreanos.

Geografia[editar | editar código-fonte]

É composta por duas ilhas principais, que são separadas por uma profunda enseada chamada Baía Aso (浅茅湾) e unidas por uma ponte vermelha que cruza um estreito canal natural. A ilha norte é denominada Kamino-shima e a ilha sul é denominada Shimono-shima; no entorno têm mais pequenas ilhas. Estas ilhas, junto com a Província de Iki formam o Parque Quase-Nacional de Iqui-Tsuxima.

As ilhas principais têm duas colinas: Monte Yatachi (矢立山, 649 metros) e Shira-dake (512 metros) em Shimono-shima. Kamino-shima têm o Ibeshi-yama (344 metros) e o Mi-take (487 metros).

A cidade principal é Cidade de Tsuxima (antiga Izuhara). As ilhas são o território japonês mais próximo à Coreia; somente a cinquenta quilômetros de Busan.

História[editar | editar código-fonte]

As evidências arqueológicas sugerem que Tsuxima foi habitada por colonizadores da Península Coreana e Japão desde o Período Jomon ao Periodo Kofun. Segundo o Sanguo Zhi, havia mil famílias em Tsuxima quando foi fundado o Reino Tsuikai (対海国). Eles exerciam controle sobre Iki-shima e mantinham rotas de comércio com o Japão do Período Yayoi. Segundo a mitologia japonesa, Tsuxima foi uma das oito ilhas originais criadas pelos deuses Izanagi e Izanami.

Ao início do século VI, Tsuxima tornou-se uma província do Japão, chamada Província de Tsuxima (対馬国) ou Tsushu (対州).

Sob o sistema Ritsuryo, Tsuxima tornou-se uma província do Japão. A província de Tsuxima foi politicamente e economicamente dependente de Dazaifu (principal cidade de Kyushu) e do governo central, e teve tinha um papel mais importante na defensa nacional contra as invasões desde o continente e no comércio com a Península Coreana por sua posição estratégica. Depois que o Japão venceu a China da Dinastia Tang na Batalha de Hakusukinoe em 663, os guardas da fronteira foram enviados a Tsuxima e o Castelo Kaneda foi construído nas ilhas.

A província de Tsuxima foi controlada pelo Tsuxima-no-cuni-no-miatsuco (対馬国造), um clã que dominou até o Período Heian e então pelo clã Ahiru até meados do século XIII. O título de "Governador de Tsuxima" foi herdado pelo clã Shoni por gerações. Desde que os Shoni mudaram-se para Kyushu, o clã So exerceu controle sobre as ilhas e governaram até finais do século XV.

Tsuxima foi um importante centro comercial. Depois da Invasão Toi, o comércio privado começou entre Goryeo, Tsuxima, Iki e Kyushu, mas foi interrompido pelas invasões mongóis do Japão entre 1274 e 1281.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. LEONARD, J. N. Japão Antigo. Tradução de Thomas Scott Newlands Neto. Rio de Janeiro. Livraria José Olympio Editora. 1979. p. 8,9.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Ilha de Tsuxima