Ilse Aichinger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ilse Aichinger
Nascimento 1 de novembro de 1921
Viena
Morte 11 de novembro de 2016 (95 anos)
Viena
Nacionalidade Áustria austríaca
Cônjuge Günter Eich (1953–1972)
Ocupação Escritora
Assinatura
Ilse Aichinger (signature).jpg

Ilse Aichinger (Viena, 1 de novembro de 192111 de novembro de 2016) foi uma escritora austríaca.

Pertencente ao Grupo 47, estreou-se como o romance Die größere Hoffnung (1948), em que evoca as perseguições raciais de que ela própria fora vítima durante a ocupação alemã.

Nas novelas do seu volume Der Gefesselte (1953) procura pôr a os problemas e as inquietudes do homem moderno, prisioneiro da angústia e da precariedade. Alternando o real com o imaginário, as suas personagens ora se embrenham no realismo, não raro exagerado, ora se elevam à trascendência.

Morreu em 11 de novembro de 2016, aos 95 anos.[1]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Das vierte Tor (1945)
  • Die größere Hoffnung (1948)
  • Spiegelgeschichte (1949)
  • Der Gefesselte (1953)
  • Kleist, Moos, Fasane (1987)
  • Film und Verhängnis (2001)

Referências

  1. «Schriftstellerin Ilse Aichinger ist tot» (em alemão). Süddeutsche Zeitung. 11 de novembro de 2016. Consultado em 11 de novembro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.